São Paulo Operações são suspensas por seis minutos em Congonhas após fuga de cão transportado em avião

Operações são suspensas por seis minutos em Congonhas após fuga de cão transportado em avião

O animal de pequeno porte conseguiu se soltar da caixa de transporte e fugir para o pátio do aeroporto

  • São Paulo | Letícia Assis e Nayara Paiva*, da Agência Record

Pista do aeroporto de Congonhas

Pista do aeroporto de Congonhas

Clauber Cleber Caetano/PR - 05.09.2020

O aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, sofreu uma interrupção momentânea em suas operações após um cachorro, que estaria sendo transportado pela companhia aérea Latam, ter fugidno na tarde de quarta-feira (19). O cão, de pequeno porte, conseguiu se soltar da caixa de transporte e fugir para o pátio.

De acordo com a Infraero, responsável pelo aeroporto, por volta das 13h37 as operações precisaram ser interrompidas por cerca de seis minutos, até às 13h43. Por conta do incidente, houve o atraso no pouso de dois voos, sendo um de 25 minutos e o outro, de 27 minutos.

Em nota, a Latam informou que o animal doméstico foi localizado poucas horas mais tarde, já no período da noite.

Pandora

Em dezembro, um outro caso que envolvia um animal mobilizou as autoridades. A cachorra Pandora sumiu durante uma conexão de um voo da Gol no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, e ficou 45 dias desaparecida. Ela também conseguiu escapar da caixa de transporte, deixou o aeroporto e cruzou uma avenida em direção a uma comunidade.

Últimas