São Paulo Ouvidoria das Polícias pede o fim dos acampamentos de apoiadores do ex-presidente Bolsonaro

Ouvidoria das Polícias pede o fim dos acampamentos de apoiadores do ex-presidente Bolsonaro

Após invasão das sedes dos Três Poderes em Brasília, Cláudio Silva faz alerta ao governador Tarcísio de Freitas

  • São Paulo | Do R7, com informações da Agência Record

A avenida 23 de Maio foi interditada por mais de uma hora por manifestantes

A avenida 23 de Maio foi interditada por mais de uma hora por manifestantes

Reprodução

Em meio a invasão das sedes dos Três Poderes em Brasília, o ouvidor da Polícias do Estado de São Paulo, Cláudio Silva, solicitou ao governador, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e ao secretário de Segurança Pública Guilherme Derrite (PL), a desmobilização de acampamentos de manifestantes que não aceitam a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em São Paulo.

Por meio de nota, o ouvidor também manifestou "seu total repúdio às manifestações que não sejam dentro do estado democrático de direito" e pediu que "os serviços de inteligência passem a atuar imediatamente para evitar qualquer ato golpista no Estado de São Paulo".

Na tarde deste domingo (8), um grupo bloqueou totalmente por mais de uma hora a avenida 23 de Maio, na zona sul da capital, para exigir a intervenção militar e a destituição dos três poderes. Após encerrar o ato, os manifestantes retornaram para o acampamento, instalado em frente ao Quartel-General do Exército, na avenida Sargento Mário Közel Filho. 

"Para que o Brasil possa caminhar, o debate deve ser o de ideias e a oposição deve ser responsável, apontando direções. Manifestações perdem a legitimidade e a razão a partir do momento em que há violência, depredação ou cerceamento de direitos. Não admitiremos isso em SP!", afirmou o governador de São Paulo em suas redes sociais.

Últimas