São Paulo Pane e tumulto no metrô deixaram 19 trens danificados

Pane e tumulto no metrô deixaram 19 trens danificados

Sistema de segurança foi acionado, usuários invadiram trilhos e houve atos de vandalismo

  • São Paulo | Do R7

Quase metade dos trens que circulavam foram danificados

Quase metade dos trens que circulavam foram danificados

Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo

A assessoria de imprensa do Metrô de São Paulo informou que 19 dos 40 trens que circulavam no horário foram danificados após pane e confusão na linha 3-Vermelha (Palmeiras-Barra Funda/Corinthians-Itaquera) na noite desta terça-feira (4). Ainda não há informações sobre o valor do prejuízo e quantas pessoas foram afetadas.

Uma falha nas portas de uma das composições paralisou todo o ramal em dez das 18 estações, durante cinco horas, das 18h19 às 23h22. Logo após o defeito, os botões de emergência de sete trens que vinham atrás foram acionados e os passageiros andaram pelos trilhos. A energia foi cortada e a circulação interrompida. Houve depredação e confusão.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou não ter certeza se o acionamento dos botões de emergência foi "orquestrado" ou uma tentativa das pessoas de escapar do calor, já que o ar condicionado foi desligado com o corte da energia.

Usuários do Metrô reclamam do sistema em rede social após caos na linha 3 - Vermelha

Após problema no Metrô, usuário muda trajeto e é assaltado na zona leste de SP

Ainda segundo a Companhia do Metropolitano, a empresa já separou as imagens da confusão. Elas serão enviadas à polícia ainda nesta quarta-feira (5). Segundo Fernandes, o objetivo é comparar as imagens do tumulto dessa terça com as registradas em manifestações de rua, a fim de verificar se os supostos agitadores coincidem.

— Não vamos admitir que vândalos saiam das ruas e entrem no Metrô. Se detectarmos [no Metrô] a presença de quem estava ontem [terça], eles poderão ser acompanhados.

Após pane e confusão, metrô funciona normalmente nesta quarta-feira

Troca de bilhetes

O Metrô informou ainda que funcionários fizeram troca de bilhetes — já que o ressarcimento em dinheiro não faz parte da política da empresa — e informavam que o sistema estava comprometido. As opções para os passageiros eram os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e os ônibus.

Assista ao vídeo:

Últimas