São Paulo Paraguaio sumido há dez dias em Praia Grande é visto no ABC

Paraguaio sumido há dez dias em Praia Grande é visto no ABC

Luiz Fernando, de 21 anos foi atendido por frentistas em um posto na avenida do Estados, em Santo André. Jovem seguiu em direção à Capital

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Um jovem paraguaio desaparecido há 10 dias em Praia Grande, na Baixada Santista, foi visto em um posto de gasolina na avenida dos Estados, em Santo André, na região metropolitana de São Paulo.

Luiz Fernando Lopes Nunes, de 21 anos, viajou para a praia com um grupo de amigos e familiares no o final de semana. Ele sumiu npo dia 11 de outubro, enquanto esperava, na areia, os amigos que estavam no mar. 

Segundo informações da Record TV, Luiz Fernando foi visto próximo ao Sistema Anchieta-Imigrantes, sujo, desorientado e com ferimentos nos pés. Câmeras de segurança mostram o momento em que o jovem chega a um posto de gasolina, já no município paulista, por volta das 11h da última quarta-feira (14).

Paraguaio chegou ao posto sujo e aparentava estar desorientado

Paraguaio chegou ao posto sujo e aparentava estar desorientado

Reprodução/Record TV

Segundo frentistas, que ajudaram o rapaz, ele chegou ao posto a pé. Sentado em um banco do lado de fora, foi questionado de onde estaria vindo e sobre seu estado físico. As testemunhas enfatizam a dificuldade de comunicação com  estrangeiro.

Leia também: Identificado 5º suspeito após corpo policial ser encontrado em carroça

Os funcionários do posto deram ao rapaz um chinelo, por conta de ferimentos e bolhas que tinha nos pés, além de água e alimentação. Eles contam que, segundo Luiz, ele já teria sido atendido em um hospital, em São Bernardo do Campo.

Ainda de acordo com essas testemunhas, ele caminhou a pé por pelo menos 10 km. A polícia procura saber se o rapaz pegou uma carona ou se foi roubado e abandonado no caminho. Segundo um dos frentistas, Luiz disse que saiu para andar enquanto estava na areia e que foi abordado e deixado nas margens da rodovia. Ele terminou a refeição e seguiu andando pela avenida.

Dia 11 de outubro

De acordo com os amigos, o rapaz ficou na faixa de areia enquanto o grupo entrava no mar, porque estava sob forte efeito de álcool. Quando saíram da água, não o viram mais, embora todos os pertences deles estivessem no local.

Eles perceberam que haviam duas chamadas no celular do jovem, que estava em uma das mochilas. Foi o próprio Luiz quem fez as ligações, de outro celular.

Ainda de acordo com os amigos, esta foi a primeira vez que Luiz foi à praia. Ele mora com os pais em uma pequena cidade no interior do Paraguai e é o mais velho de três irmãos. A polícia segue com as investigações para a localização do estrangeiro.

Últimas