Coronavírus

São Paulo Parques de SP vão funcionar das 8h às 16h apenas em dias úteis

Parques de SP vão funcionar das 8h às 16h apenas em dias úteis

Medida atende o Plano SP, mas é contestada por frequentadores, que preferem abertura às 6h para atividades ao ar livre

  • São Paulo | Joyce Ribeiro, do R7

Resumindo a Notícia

  • Parques municipais de SP passam a funcionar das 8h às 16h
  • Espaços de lazer vão ficar fechados aos finais de semana
  • Associação de Treinadores de Corrida enviou ofício solicitando que abertura seja às 6h
  • Alegação é de que os frequentadores e atletas se exercitam antes de ir ao trabalho
Frequentadores aguardam abertura do parque do Ibirapuera

Frequentadores aguardam abertura do parque do Ibirapuera

Divulgação

Os parques municipais da capital paulista estão com novos horários de funcionamento a partir desta terça-feira (26). Os portões abrem às 8h e fecham às 16h em dias úteis, para atender às determinações do Plano São Paulo, que pretende controlar a propagação do novo coronavírus.

A Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente informou que, aos finais de semana, os parques vão permanecer fechados na cidade de São Paulo.

A medida, no entanto, desagradou frequentadores e atletas, que costumam se exercitar ao ar livre já no início da manhã, às 6h, antes de ir ao trabalho.

Numa tentativa de mudar o horário de abertura, a Associação dos Treinadores de Corrida de São Paulo enviou um ofício nesta terça-feira (26) para o secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo de Castro, solicitando o início das atividades em parques das 6h às 14h na fase laranja ou das 6h às 16h na fase amarela.

O documento, assinado pela presidente da associação Alessandra Othechar, destaca que "a preocupação primordial é a compatibilidade entre a prática de atividade física em lugares abertos com as demais atividades dos cidadãos".

Para embasar o ofício, foram citadas palavras do coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado, João Gabbardo: "A atividade física tem que ser interpretada não como uma situação de lazer porque impacta na saúde das pessoas".

O texto também foi enviado ao secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido. A secretaria esclarece, no entanto, que a responsabilidade pelo horário de parques municipais, caso do Ibirapuera, é da prefeitura, e que os parques estaduais continuam abrindo às 6h. 

Outro lado

Em nota, a Prefeitura de São Paulo justificou que "os parques municipais tiveram seus horários de funcionamento alterados a partir de terça-feira (26) em concordância com a atualização das fases do Plano de São Paulo, como forma de enfrentamento a covid-19".

Entre os critérios utilizados para definição do horário de abertura estão: evitar aglomerações e receber o máximo de pessoas possível sem que haja prejuízo de alguém. Segundo a Secretaria do Verde e Meio Ambiente, o horário das 8h às 16h seria um meio termo. O mesmo horário vale para todos os parques do município e não há exceções. 

Já a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente ressaltou que, após revisões de protocolo no âmbito do Plano SP em conjunto com o Centro de Contingência ao Coronavírus, decidiu manter o horário de funcionamento dos parques urbanos nesta semana, com exceção do Horto e do Villa-Lobos que atrasaram a abertura em 30 minutos.

"A medida ocorre em razão dos frequentadores que utilizam o espaço para atividades físicas. Uma nova avaliação será realizada na sexta-feira (29) para a próxima semana", informou o governo em nota.

Últimas