São Paulo Perícia investiga local de rodovia em que ônibus de turismo tombou 

Perícia investiga local de rodovia em que ônibus de turismo tombou 

Peritos utilizam scanner para determinar a dinâmica do acidente e descobrir detalhes que ajudem a mapear capotamento do veículo

  • São Paulo | Do R7

Perícia vai investigar se motorista tentou burlar fiscalização em trecho de rodovia

Perícia vai investigar se motorista tentou burlar fiscalização em trecho de rodovia

Reprodução

O Instituto de Criminalística da Polícia Civil de São Luiz do Paraitinga, no interior de São Paulo, realizará uma perícia nesta terça-feira (16), no local em que um ônibus de turismo capotou deixando seis passageiros mortos, no sábado (13), na rodovia Oswaldo Cruz.

Os peritos vão utilizar um scanner para determinar a dinâmica do acidente e descobrir detalhes que ajudem a mapear como ocorreu o capotamento do veículo. O acidente é investigado pela Delegacia de Polícia de São Luís do Paraitinga como capotamento, homicídio e lesão corporal culposos na direção de veículo automotor.

O ônibus tombou na manhã do sábado (13), na rodovia Oswaldo Cruz, próximo ao km 75,8, em São Luiz do Paraitinga, quando retornava de trecho de serra, onde é proibida a circulação de ônibus e caminhões.

O motorista perdeu o controle do veículo ao tentar desviar de um carro, que fazia uma ultrapassagem irregular, e atingiu uma mureta de concreto. Seis pessoas morreram, sendo cinco delas no local e uma na Santa Casa de Ubatuba.

Equipes das polícias civil e militar, bombeiros e perícia foram até o local. O motorista realizou teste de etilômetro, que deu negativo para álcool no sangue. Foram solicitados exames e perícias ao IML e IC. As diligências continuam para esclarecer os fatos.

Por meio de nota, a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) se manifestou sobre o acidente. "Informamos que o veículo acidentado neste sábado (13) se encontra inativo no sistema da Agência e não estava autorizado a fazer viagem interestadual", declarou o órgão.

"A fiscalização da Agência trabalha diuturnamente fiscalizando o transporte interestadual remunerado de passageiros em todo o país para dar segurança à população e evitar a circulação do transporte clandestino."

Vítimas

O ônibus de turismo que tombou por volta das 6h do sábado (13) e deixou seis mortos estava com as licenças em dia, mas não tinha a permissão da ANTT (Agencia Nacional de Transporte Terrestre) para viagens interestaduais. A polícia investiga se o motorista tentava chegar a Paraty de forma irregular.

Entre as vítimas do tombamento do veículo, na rodovia Oswaldo Cruz, em trecho na região de São Luiz do Paraitinga, interior de São Paulo, havia uma criança, filha do motorista. De acordo com informações iniciais do Corpo de Bombeiros, pelo menos 48 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas a prontos-socorros das proximidades.

Os sobreviventes descrevem o desespero no momento do acidente: "A gente foi arremessada do outro andar para fora, aquele desespero, aquela gritaria", diz uma das passageiras. "Ninguém espera uma situação dessas", relata outra. "A família está desolada, a mãe está muito machucada fisicamente e psicologicamente", diz Solange Machado, amiga da família do motorista.

O ônibus tombou na altura do km 75 da rodovia, no trecho da serra — dez viaturas dos bombeiros e um helicóptero da Polícia Militar prestaram apoio. A via foi totalmente interditada durante os trabalhos dos bombeiros e do Samu.

Segundo os bombeiros, 48 vítimas foram socorridas e levadas ao pronto-socorro de Ubatuba, nove ao Hospital Regional de Taubaté e três para São Luiz do Paraitinga. Cerca de 12 pessoas saíram ilesas do acidente, disse a corporação.

Últimas