São Paulo PF investiga auditor fiscal por esquema de sonegação de impostos

PF investiga auditor fiscal por esquema de sonegação de impostos

Polícia Federal bloqueou mais de R$ 420 milhões em imóveis e veículos possivelmente ligados ao auditor fiscal aposentado da Receita Federal

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Auditor fiscal investigado pela Polícia Federal

Auditor fiscal investigado pela Polícia Federal

Reprodução/Record TV

A Polícia Federal investiga um auditor fiscal aposentado da Receita Federal por supostamente liderar um esquema de sonegação de impostos e lavagem de dinheiro envolvendo uma rede de empresas de fachada no Estado de São Paulo.

A PF bloqueou mais de R$ 420 milhões em imóveis e veículos possivelmente ligados ao suspeito, identificado como Manoel Sanches Ponce. As buscas aconteceram em 13 endereços em São Paulo e cidades do interior e do litoral.

Leia também: Receita Federal lança aplicativo para documento digital de CPF

Segundo a Polícia Federal, Ponce atuava desde 1968 como auditor fiscal, e as investigações contra ele começaram em 2015, três anos após ele se aposentar. Na época, havia indícios de que ele, os filhos e a esposa estavam à frente de um sofisticado esquema de sonegação de tributos e lavagem de dinheiro que envolvia mais de 50 empresas, sendo que a maioria seria de fachada.

De acordo com a Receita Federal, Ponce teria criado empresas para ocultar dinheiro da venda de loteamentos imobiliários e dificultar a fiscalização. As apurações ainda indicara, que boa parte das empresas não tinha funcionárias e estava localizada em um mesmo endereço, em Sorocaba, no interior paulista.

As investigações apontaram que em uma das negociações, o auditor aposentado comprou um terreno por R$ 6 milhões em uma área avaliada em R$ 13 milhões. A diferença no valor, ele teria pago por fora e declarou apenas o valor inferior. Ele também teria deixado de declarar obras de infraestrutura e teve um lucro de aproximadamente R$ 75 milhões com a venda de lotes.

No início deste ano, Ponce foi expulso da Receita Federal e teve a aposentadoria cassada. Entre os crimes atribuídos ao auditor fiscal estão lavagem de dinheiro, evasão de divisas e associação criminosa.

Últimas