Novo Coronavírus

São Paulo Plano SP: nova classificação será anunciada na sexta-feira (22)

Plano SP: nova classificação será anunciada na sexta-feira (22)

Na 3ª semana epidemiológica, a taxa de ocupação nas UTIs do Estado é de 70% e na Grande São Paulo, 70,5%

  • São Paulo | Do R7

Dez regiões estão na fase laranja e uma na fase vermelha em SP

Dez regiões estão na fase laranja e uma na fase vermelha em SP

Divulgação Governo SP

O Plano São Paulo de retomada econômica sofrerá uma nova reclassificação prevista para ser anunciada na sexta-feira (22) pelo governo paulista. De acordo com o secretário de saúde, Jean Gorinchteyn, nesta terceira semana epidemiológica do ano, a taxa de ocupação de unidades de terapia intensiva do Estado é de 70% e na Grande São Paulo, 70,5%. A média móvel de casos novos é de 1.658.636 e 50 mil óbitos.

Na sexta-feira (15), o governo de São Paulo anunciou a reclassificação de oito regiões no Plano São Paulo. As regiões de Araçatuba, Bauru, Piracibaca, Franca, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Taubaté saíram da fase amarela para laranja; Marília deixou a fase laranja e regrediu para vermelha. "As medidas são para evitar a superlotação nos hospitais e unidades de terapia intensiva e a falta de atendimento médico necessário", disse Doria.

As mudanças passaram a valer a partir da segunda-feira (18). Com a reclassificação, o Estado tem dez regiões na fase laranja, uma na laranja. O governo de São Paulo havia anunciado na quarta-feira (13) que adiantaria a reclassificação do Plano São Paulo, criado para controlar a disseminação de covid-19 no estado, para esta sexta-feira (15).

Na sexta-feira (8), quando foi anunciada a primeira atualização do plano deste ano, o governo e os membros do Centro de Contingência da Covid-19 haviam dito que novas orientações seriam anunciadas no dia 5 de fevereiro. "A reclassificação foi adiantada por razões substantivas. É uma medida preventiva e necessária para proteger vidas dos brasileiros em São Paulo", disse Doria.

Na reclassificação anterior, o secretário de saúde, Jean Gorinchteyn, havia dito que três regiões do estado de São Paulo regrediram para a fase laranja e uma evoluiu no plano de reclassificação, criado para conter os impactos sanitários e econômicos do coronavírus. As mudanças entraram em vigor na segunda-feira (11).

As mudanças ocorreram nas regiões de Marília, Sorocaba e Registro, no interior de São Paulo, que estavam na fase amarela, e foram reclassificadas para a fase laranja do plano. Já a região de Presidente Prudente, que estava na vermelha, evoluiu para a laranja. Isso significa dizer que 10% da população do estado está em cidades classificadas na etapa laranja e 90%, nos municípios que estão na fase amarela.

Últimas