São Paulo PM acaba com baile funk e apreende 90 motos em Diadema (SP)

PM acaba com baile funk e apreende 90 motos em Diadema (SP)

'Pancadões' estavam acontecendo na região conhecida como Morro do Samba e também em São Mateus, na madrugada desta segunda (12)

  • São Paulo | Letícia Assis* e Rodrigo Balbino, da Agência Record

Motocicletas foram apreendidas na região da Vila Conceição, em Diadema

Motocicletas foram apreendidas na região da Vila Conceição, em Diadema

Reprodução

Cerca de 90 motocicletas foram apreendidas após a PM (Polícia Militar) acabar com um baile funk na rua Botocudos, na Vila Conceição, em Diadema, região metropolitana de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (12).

Leia também: Confira o que abre e o que fica fechado em São Paulo neste feriado

De acordo com o 24° BPM/M (Batalhão de Polícia Militar Metropolitano), a corporação recebeu diversas denúncia sobre os pancadões que estavam acontecendo na região conhecida como Morro do Samba. Ao chegarem no local, dezenas de pessoas e motos foram encontradas, iniciando uma confusão entre frequentadores e policiais.

Imagens gravadas no local mostram o momento da dispersão. Em um dos vídeos é possível ver os motociclistas tentando fugir, quando um dos motoqueiros é empurrado de cima de sua moto por um policial e cai ao chão.

Um segundo vídeo mostra a quantidade de veículos apreendidos. Cerca de 90 motos foram confiscadas e o baile terminado. Ninguém foi preso na ação.

Leia também: Morador de rua tem corpo queimado em Taboão da Serra (SP)

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Diadema também participou da ocorrência.

Baile funk em São Mateus

Também na madrugada desta segunda-feira (12), centenas de pessoas se reuniram para realização de um baile funk, na rua José da Costa Azevedo, no Jardim Vera Cruz, próximo ao Terminal São Mateus, na região de São Mateus, zona leste da capital. 

Um morador da região conta que os jovens estavam no local ouvindo música alta e consumindo bebidas alcoólicas e drogas. Ele relata, ainda, que essa atividade acontece com frequência, mesmo no período de isolamento social.

Leia também: Ex-secretário de Segurança de Embu das Artes (SP) é morto a tiros em bar

De acordo com a 1ª Companhia do 38° BPM/M (Batalhão de Polícia Militar Metropolitano), que atende a área, não há registro de chamadas para o endereço, mas confirma que é uma atividade comum no local. A polícia, quando acionada, faz a intervenção na área, mas pouco tempo depois o grupo volta a se juntar.

*Estagiária da Agência Record sob supervisão de Edilson Muniz

Últimas