São Paulo PM agride homem em abordagem em Mogi das Cruzes (SP)

PM agride homem em abordagem em Mogi das Cruzes (SP)

Para irmã do homem agredido, os policiais abordaram Alexandro por ele ser negro e possuir tatuagens. Caso ocorreu no domingo

  • São Paulo | Laura Augusta, da Agência Record

'Servir e proteger, né?", questionou um homem que gravava as imagens

'Servir e proteger, né?", questionou um homem que gravava as imagens

Reprodução

Um homem foi agredido por policiais militares no Jardim Aeroporto III, em Mogi das Cruzes (SP), por volta das 17h deste domingo (17).

Alexsandro Silvamar, de 36 anos, estava saindo de uma confraternização familiar no momento em que a equipe da Polícia Militar o abordou.

Em vídeo recebido pela reportagem, é possível ver o momento em que os policiais agridem o homem e o mobilizam no chão. Um policial vai atrás de um homem que filma a ação. Ao fundo, uma criança chora pedindo para que eles não matem o pai dela.

As imagens também mostram uma mulher sendo derrubada e arrastada pela equipe da PM ao tentar se aproximar da vítima.

"É mais um preto que vai morrer?", grita um homem durante o ato. Um outro rapaz, que grava o vídeo da ação policial, também questiona os policiais. "Servir e proteger, né?", repetia enquanto registrava a abordagem.

No vídeo, inúmeras pessoas, incluindo crianças, se concentram em volta do homem agredido, que é colocado na viatura minutos depois. Ao menos sete policiais e duas viaturas do 17º Batalhão de Mogi das Cruzes aparecem no vídeo.

Para Adriana Silvamar, irmã da vítima, os policiais abordaram Alexandro por ele ser negro e possuir tatuagens.

Durante a ação, os policiais pediram a carteira de identidade e o celular do homem, e após olharem seus pertences, jogaram o aparelho telefônico no chão e pediram para que ele pegasse. Após receberem uma resposta negativa de Alexandro, começaram a agredi-lo. O homem ficou com lesões na barriga e no pescoço.

Levado ao 2º Distrito Policial de Mogi das Cruzes, preferiu não prestar queixa e, com medo de represálias, não denunciou o caso na Corregedoria da polícia.

A polícia registrou a ocorrência no domingo e o homem foi encaminhado à delegacia para ter as digitais recolhidas por estar sem a carteira de identidade. Uma nota foi solicitada à PM a respeito do caso.

Confira o momento da agressão:

Últimas