São Paulo PM e dependentes químicos entram em confronto na Cracolândia (SP)

PM e dependentes químicos entram em confronto na Cracolândia (SP)

Segundo o Copom, tumulto começou quando uma base da PM, na Praça Princesa Isabel, foi atacada com pedras por usuários de drogas

  • São Paulo | Cesar Sacheto, do R7, e Marcos Rosendo, da Agência Record

PMs e dependentes químicos se enfrentam no centro de SP

PMs e dependentes químicos se enfrentam no centro de SP

Reprodução

A Polícia Militar entrou em confronto com dependentes químicos que vivem acampados na Cracolândia, na região central de São Paulo, nesta quinta-feira (24). Segundo o Copom (Centro de Operações da PM), o tumulto começou quando uma base da PM, que fica na Praça Princesa Isabel, foi atacada com pedras por usuários de drogas.

Policiais do 7º BAEP (Batalhão de Ações Especiais de Polícia), do 13º Batalhão da Força Tática e da GCM (Guarda Civil Metropolitana) foram deslocados para a região com o intuito de controlar o tumulto.

"Todo dia, eles aprontam. Terça-feira [dia 22] teve operação e não teve 'muvuca'. [Hoje] estão fazendo essa bagunça desde às 17h30", relatou uma moradora de um dos condomínios residenciais da região ao R7, mas que pediu para não ser identificada.

O Copom informou que a PM disparou bombas de efeito moral para dispersar o grupo e que não há ninguém ferido. Durante a confusão, não houve depredação de lojas e veículos. Por volta das 19h, a situação já estava sob controle.

De acordo com o tenente PM Maxwel, a simples presença ostensiva dos órgãos de segurança na Cracolândia incomoda alguns usuários de drogas, que iniciam ataques aos policiais.

Últimas