São Paulo PM é suspeito de matar mulher e atirar em filha na Grande São Paulo

PM é suspeito de matar mulher e atirar em filha na Grande São Paulo

O caso será apresentado no 1° Distrito Policial de Taboão da Serra, e conta com a Polícia Militar e a GCM do município

Homem é suspeito de assassinar mulher na Grande São Paulo nesta quarta-feira

Homem é suspeito de assassinar mulher na Grande São Paulo nesta quarta-feira

Reprodução Record TV

Um homem é suspeito de assassinar a tiros a mulher na manhã desta quarta-feira (14), na Estrada São Francisco, em Taboão da Serra, na região metropolitana de São Paulo. Em seguida, o suspeito teria atirado contra a própria filha, de nove anos. Após o ataque, ele cometeu suicídio.

De acordo com a GCM (Guarda Civil Metropolitana) de Taboão da Serra, o homem seria um policial militar lotado no 1° Batalhão.

Antonio Carlos Sassa dos Santos, de 35 anos, teria se desentendido com a mulher Rose Adriana Lemes dos Santos, de 36 anos, e, em seguida, atirado contra ela. A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Nesse momento, a filha do casal saiu chorando pelo interior do prédio solicitando ajuda. O PM teria, ainda, atirado contra ela. O tiro, segundo a GCM, acertou na região da boca e braço. A criança foi socorrida e encaminhada ao Hospital Geral de Pirajussara, onde passa por cirurgia e não corre risco de morte.

O caso será apresentado no 1° Distrito Policial de Taboão da Serra, e conta com a Polícia Militar e a GCM do município. O Corpo de Bombeiros e o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados para realizar os resgates.

A arma do policial e os celulares da família, foram apreendidos para a investigação e segue com a perícia.

Por meio de nota, a Polícia Militar disse que "lamenta profundamente o ocorrido". O texto diz que no interior de um apartamento, foi constatado a morte de duas pessoas, do sargento A.C.S.S, pertencente ao 1° BPM, e de sua esposa. "Preliminarmente tem-se que após uma briga, o autor efetuou disparos na direção de sua esposa, da filha e se suicidou."

    Access log