São Paulo PM usa bombas para impedir invasão de terreno no Ipiranga (SP)

PM usa bombas para impedir invasão de terreno no Ipiranga (SP)

Cerca de 100 pessoas tentaram ocupar área privada vazia que fica ao lado da comunidade onde moram. Uma viatura foi depredada

  • São Paulo | Do R7, com informações de Edilson Muniz, da Agência Record

PM usa bombas em confronto com moradores para impedir invasão de terreno no Ipiranga (SP)

PM usa bombas em confronto com moradores para impedir invasão de terreno no Ipiranga (SP)

Reprodução Record TV

Famílias tentaram invadir um terreno no Ipiranga, zona sul de São Paulo, e entraram em confronto com a Polícia Militar na noite desta quinta-feira (29). O local fica ao lado de uma comunidade ocupada por pessoas sem moradia.

A Polícia Militar foi acionada pelos proprietários do terreno, que fica na rua Barão de Resende, 251. De acordo com a corporação, ao chegar no endereço encontraram cerca de 100 pessoas tentando entrar no local.

Segundo os moradores, o terreno estava ocioso há mais de 30 anos e eles já tinham conversado com a proprietária e combinado de ficar em parte do local. Ainda segundo uma moradora, o confronto começou quando policiais militares arremessaram bombas de gás lacrimogêneo para dispersar o grupo.

No entanto, de acordo com a policial militar Bárbara Alves, a PM tentou inicialmente o diálogo. "Eles ainda não haviam estabelecido moradia [no terreno], mas o intuito era esse. Policiais foram atingidos por pedras e garrafas jogados nas equipes e tivemos uma viatura com o vidro do para-brisa trincado", conta.

A PM informou, por telefone, que três policiais militares que agiram na ocorrência foram socorridos com ferimentos leves e levados para um hospital da região, mas já receberam alta e foram liberados.

Uma viatura da Força Tática do 12° Batalhão foi atingida. O policiamento foi reforçado no entorno para impedir a ocupação do terreno, que é privado. 

Últimas