São Paulo PMs são afastados após morte de jovem em suposto disparo acidental

PMs são afastados após morte de jovem em suposto disparo acidental

Bruno Gomes Fuentes foi morto durante um abordagem em SP quando voltava do trabalho. Policiais devem realizar funções administrativas

  • São Paulo | Do R7

Familiares da vítima discordam da versão dos policiais

Familiares da vítima discordam da versão dos policiais

Reprodução

Os policias envolvidos na morte de Bruno Gomes de Lima Fuentes, após um suposto disparo acidental, foram afastados dos serviços operacionais e devem cumprir funções administrativas. O jovem de 23 anos foi atingido durante uma abordagem, em Diadema, na noite de terça-feira (10).

Leia também: Homem tem mal súbito e morre após incêndio na Grande SP

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública), o caso esta sendo investigado pelo SHPP (Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa) de Diadema e está sendo acompanhado pela Corregedoria da Polícia Militar.

Bruno voltava do trabalho na companhia de um amigo, em uma moto. Segundo a polícia, a vítima não obedeceu à ordem de parada de agentes, durante uma abordagem. Bruno e o amigo caíram em uma curva, os PMs cercaram os jovens e a arma de um dos policiais disparou acidentalmente.

A família de Bruno contesta a versão dos policiais e alega que o jovem não tinha problemas com a polícia, além de estar habilitado na hora da ocorrência.

Últimas