São Paulo Polícia Civil de SP indicia 3 suspeitos por estelionato em operação

Polícia Civil de SP indicia 3 suspeitos por estelionato em operação

Ação desta quinta (20) visava combater fraudes com cartões vale-alimentação e vale-refeição. Prejuízos superaram R$ 13 milhões

  • São Paulo | Marcos Rosendo, da Agência Record

Quadrilha praticava fraudes

Quadrilha praticava fraudes

Reprodução

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Crimes Cibernéticos, indiciou três pessoas por estelionato e associação criminosa durante a 1ª fase da operação "Reversal card", deflagrada nesta quinta-feira (20). Durante as ações, realizadas na capital paulista e Grande São Paulo, mais de 50 cartões, máquinas, eletrônicos, R$ 3 mil e 4,8 mil euros foram apreendidos.

As atividades foram coordenadas pela 4ª Delegacia de Polícia de Lavagem e Ocultação de Ativos Ilícitos por Meios Eletrônicos com objetivo de combater associação criminosa responsável por fraudar cartões de vale-refeição e vale-alimentação, que totalizaram prejuízo superior a R$13 milhões para a empresa vítima.

Segundo as investigações o grupo agia por meio de empresas fantasmas para contratar os benefícios de alimentação para supostos funcionários e após os valores serem depositados, os utilizavam em estabelecimentos comerciais envolvidos na ação criminosa. Posteriormente solicitavam estorno à provedora justificando que os titulares não tinham conhecimento das transações efetuadas.

Com base no levantamento, nesta quinta-feira (20), os agentes cumpriram 11 mandados de busca e apreensão em imóveis relacionados a prática criminosa nas Zonas Norte, Sul e Oeste da Capital e nas cidades de Osasco, Carapicuíba e Itaquaquecetuba.

As diligencias resultaram na condução de 7 suspeitos à delegacia, sendo três deles indiciados, incluindo o principal operador da atividade ilícita. Além disso, 56 cartões bancários, documentos, 11 celulares, seis maquinas para cartão, três notebooks, R$ 3.005,00 e €4.850,00 foram apreendidos.

Os itens foram encaminhados à perícia e serão analisados para continuidade aos trabalhos de investigação. Os quatro suspeitos levado para a delegacia também seguem investigados.

Últimas