São Paulo Polícia Civil deve ouvir representantes do Instituto Royal nesta segunda-feira

Polícia Civil deve ouvir representantes do Instituto Royal nesta segunda-feira

Quatro pessoas foram notificadas e devem prestar depoimentos à polícia nesta tarde

  • São Paulo | Do R7

Polícia investiga furto de animais e possíveis maus-tratos

Polícia investiga furto de animais e possíveis maus-tratos

Cristiano Novais/Cpn/Estadão Conteúdo

A Polícia Civil notificou quatro pessoas relacionadas ao Instituto Royal para comparecer à delegacia de São Roque, na Grande São Paulo, na tarde desta segunda-feira (21). Segundo denúncias, animais sofreriam maus-tratos no local, que realiza pesquisas e testes farmacêuticos.

Entre as pessoas que devem prestar depoimento nesta segunda, está um dos vigilantes que estava no local na madrugada da última sexta-feira (18), quando cerca de 200 cachorros da raça beagle foram retirados do instituto por ativistas.

A polícia abriu um inquérito para apurar se os animais sofriam maus-tratos na empresa. Além disso, o furto dos cachorros também será investigado.

No último sábado (19) um protesto realizado em São Roque, próximo ao instituto, terminou com vandalismo, detenções e feridos. Além disso, também no sábado, foram localizados dois beagles retirados do instituto na última sexta. Os animais foram encaminhados para uma cuidadora e devem permanecer lá durante o andamento das investigações de maus-tratos. 

Leia mais notícias de São Paulo

Beagles retirados de instituto em São Roque podem morrer, diz polícia

O advogado Daniel Antônio de Souza Silva, que defende a empresa, negou as acusações de possíveis atividades de crueldade com animais em testes de produtos farmacêuticos realizados pela empresa.

Últimas