Novo Coronavírus

São Paulo Polícia Civil encerra festa com mais de 100 pessoas em tabacaria de SP

Polícia Civil encerra festa com mais de 100 pessoas em tabacaria de SP

Seis pessoas foram conduzidas à delegacia, entre elas o DJ e o proprietário do local, por infração de medida sanitária preventiva

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Polícia Civil encerrou festa com 104 pessoas em tabacaria na Vila Formosa, zona leste

Polícia Civil encerrou festa com 104 pessoas em tabacaria na Vila Formosa, zona leste

Divulgação / Polícia Civil de SP

A Polícia Civil encerrou uma festa com 104 pessoas em uma tabacaria na Vila Formosa, zona leste de São Paulo, na madrugada deste sábado (8). O evento acontecia na balada chamada Infinity Club, localizada na avenida João XXIII, número 303.

A polícia precisou forçar a entrada e derrubar a porta do estabelecimento. O local era fechado e sem ventilação. A ação foi deflagrada pelo Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos), do Dope (Departamento de Operações Especiais de Polícia), em apoio ao Comitê de Blitz, criado pelo governo de São Paulo para reforçar a fiscalização do cumprimento das medidas restritivas contra a pandemia.

Segundo a Polícia Civil, 104 jovens participavam da festa, sendo que 10 não utilizavam máscara de proteção contra a covid-19. Seis pessoas foram conduzidas à delegacia, sendo o DJ, proprietário do local, garçom, operador das máquinas de cartões e dois participantes.

O evento contava com bebidas alcoólicas e narguilés e ocorria mesmo durante a pandemia do coronavírus e a fase de transição do Plano São Paulo de flexibilização econômica. No local, também foram apreendidas 12 máquinas de cartões, três notebooks, dois controladores e três mini controladores de som, uma mesa, dois microfones e um potencializador de som.

Segundo o delegado Eduardo Brotero, supervisor do Garra, os jovens não respeitavam o distanciamento social e a casa também não contava com extintores de incêndio nem saída de emergência.

Além da Polícia Civil, também participaram da ação a Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana, Procon, Vigilância Sanitária e Ministério Público.

Segundo Nilson Betarelli, do Centro da Vigilância Sanitária, a multa aplicada pelo não uso da máscara é de R$ 5.294 por pessoa.

Os averiguados foram encaminhados à 3ª Delegacia de Crimes Contra a Fazenda, do DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania), onde o termo circunstanciado foi registrado.

Últimas