Polícia de SP descobre identidade do suspeito de raptar Emily, de 11 anos

Menina teria ficado trancada em apartamento em Sumaré, no interior de SP, sem tomar banho e comendo apenas bolacha. Homem é investigado

Apartamento em Sumaré onde a menina teria ficado presa em quarto

Apartamento em Sumaré onde a menina teria ficado presa em quarto

Reprodução / Record TV

A Polícia Civil afirma ter identificado o homem que levou a garota Emily Belo, de 11 anos, de casa em uma moto em Santa Bárbara D'Oeste, no interior de São Paulo. Seria um homem de 28 anos. A garota confirmou que, por dias, ficou trancada em um quarto, sem tomar banho e comendo apenas bolachas. As informações são da Record TV.  

O apartamento, reconhecido pela garota em fotos, pertence a uma mulher que é irmã do único homem investigado pelo crime. Ela está fora do condominío há meses e não teria relação com o caso. Para acessar o prédio que fica no Jardim Santa Maria, em Sumaré, também no interior de São Paulo, é preciso ter a digital cadastrada.

Emily está na casa da mãe e recebe cuidados e atenção de toda a família. 

Ao ser localizada na quinta-feira (9) em Americana, a garota se mostrou muito abalada e em estado de choque. Na primeira conversa com os pais, flagrada pela Record TV, Emily Belo não conseguiu responder com detalhes às perguntas sobre o que havia ocorrido ou como voltou para casa: "eu vim andando, fui vendo pelas placas".

Emily foi vista na manhã de quinta-feira por um frentista enquanto andava sozinha na rua, desnorteada. Ela então se aproximou do homem no posto de gasolina e se apresentou, perguntando em qual cidade o estabelecimento estava localizado. O frentista chamou a polícia, que efetuou o resgate.

Num primeiro momento, à polícia, a garota também não conseguiu explicar o que aconteceu. Ela alegou não se lembrar de nada desde o momento que saiu de casa até ser reencontrada pelo frentista.

A família suspeita que a jovem estava sendo ameaçada por um homem que conheceu na internet e que por isso teria aceitado a sair de casa na garupa da moto deste suspeito para proteger sua família. Depois do sumiço da menina, a mãe da menina encontrou uma carta escrita pelo homem e destinada a Emily, contendo as ameaças à menina e também à família.

Entre os recados com a garota, com quem se comunicava há meses, o homem dizia que mataria a família dela se a menina não fugisse com ele.