São Paulo Polícia de SP pede prisão preventiva de suspeito de atropelar ciclista

Polícia de SP pede prisão preventiva de suspeito de atropelar ciclista

Homem de 33 anos ainda não foi localizado pelos investigadores, que já realizaram buscas no estado de Minas Gerais e no interior de São Paulo

  • São Paulo | Isabelle Gandolphi, da Agência Record

A Polícia Civil de São Paulo pediu nesta terça-feira (10) à Justiça a prisão preventiva de José Maria da Costa Junior, de 33 anos, suspeito de ter atropelado e matado a cicloativista Marina Kohler Harkot, de 28 anos, em uma avenida do bairro Sumaré, zona oeste de São Paulo, no último domingo (8).

De acordo com informações apuradas pela Record TV, o carro do homem foi localizado na rua Doutor Cesário Motta Júnior, número 476, na Vila Buarque, região central de São Paulo, no início da madrugada desta terça-feira (10). No prédio ao lado, reside João.

O veículo é um modelo Hyundai Tucson prata, de 2008, com placa do município de Inconfidentes, em Minas Gerais, localizado a mais de 500 quilômetros de Belo Horizonte. O carro está no nome do pai do suspeito, mas é José quem utiliza o veículo, de acordo com as investigações.

Vidro do carro que atropelou a cicloativista Marina Harkot

Vidro do carro que atropelou a cicloativista Marina Harkot

Reprodução/ Record TV

A polícia realizou buscas em Minas Gerais e em Socorro, no interior de São Paulo, mas o suspeito ainda não foi localizado. As equipes continuam nas ruas realizando buscas. Uma tia do suspeito já foi ouvida.

Ainda não há imagens de câmera de segurança no local e a polícia aguarda o laudo da perícia para saber se José Maria estava em alta velocidade. Ele deve responder por homicídio culposo na direção de veículo automotor e fuga de local de acidente.

Últimas