Coronavírus

São Paulo Polícia encerra festa clandestina com música eletrônica em SP

Polícia encerra festa clandestina com música eletrônica em SP

No estabelecimento comercial, na zona norte, havia 72 pessoas aglomeradas e não respeitavam as regras de distanciamento social

  • São Paulo | Rodrigo Balbino, da Agência Record

Polícia Civil encerrou festa clandestina com música eletrônica na zona norte de SP

Polícia Civil encerrou festa clandestina com música eletrônica na zona norte de SP

Divulgação / Polícia Civil de SP

Equipes da Polícia Civil encerraram uma festa clandestina com música eletrônica em um estabelecimento comercial, na rua Alferes Magalhães, número 72, em Santana, na zona norte de São Paulo, por volta de 21h deste domingo (16).

No local havia 72 pessoas aglomeradas, sem máscaras e não respeitavam as regras de distanciamento social para evitar a contágio pelo coronavírus.

Fizeram parte da ação, que visa combater eventos que desrespeitam as regras de combate ao novo coronavírus, membros do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), GER, Batalhão de Choque e Canil da Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana, Procon, Vigilância Sanitária Estadual e Municipal, além de representantes do Ministério Público e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Ao chegarem no local, as equipes se depararam com um imóvel com portas abertas para o público. Um segurança que estava na porta confirmou que acontecia uma festa e imediatamente solicitou que o som fosse desligado para que a polícia realizasse a fiscalização.

Agentes da Vigilância Sanitária, Prefeitura e Procon fizeram autuações no estabelecimento. Foram apreendidos equipamentos de som, máquinas de cartão, além de uma pequena quantidade de drogas.

Outros dois seguranças do local também foram identificados, além do proprietário do estabelecimento, o DJ e o organizador do evento.

Oito pessoas foram conduzidas à delegacia, onde assinaram um termo circunstanciado e foram liberadas. O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia do DPPC (Departamento de Polícia e Proteção à Cidadania).

Últimas