São Paulo Polícia encontra carne de tatu em frigorífico clandestino em SP

Polícia encontra carne de tatu em frigorífico clandestino em SP

Segundo a Polícia Civil, 33 tatus foram encontrados no local. A carne seria vendido para bares na região do Capão Redondo, zona sul de São Paulo

  • São Paulo | Beatriz Leite, da Agência Record

Carne apreendida em frigorífico clandestino

Carne apreendida em frigorífico clandestino

Reprodução

A Polícia Civil encontrou carne de tatu em uma residência que funcionava como frigorífico clandestino na região do Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (20).

Leia também: Frigoríficos são ambientes propícios à transmissão da covid-19

A polícia foi até o local após receber denúncia anônima sobre a situação ilegal do local e foi fazer a verificação. Chegando no local, se deparou com as canes de tatu. Um homem foi autuado e assinou um termo circunstanciado no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais, que prevê detenção de seis meses a um ano e multa para quem mata ou caça animais de fauna silvestre sem licença ou autorização.

De acordo com a polícia, foram apreendidos 33 tatus, totalizando aproximadamente 100 quilos. Também foi encontrada carne de cordeiro. Os animais eram vendidos para bares.

O caso foi atendido e registrado no Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas).

Últimas