São Paulo Polícia encontra suposto cativeiro para motoristas de app em SP

Polícia encontra suposto cativeiro para motoristas de app em SP

Segundo o Deic, ação desta quinta foi o  prosseguimento às investigações a partir de prisões ocorridas em dezembro

  • São Paulo | Mariana Rosetti, da Agência Record

Resumindo a Notícia

  • Policiais do Deic encontraram local que serviria como cativeiro de motoristas de aplicativo.
  • Vítimas de roubos e sequestros, os motoristas seriam levados ao local e ali mantidos como reféns
  • No mês passado, foram identificados cinco suspeitos, sendo quatro presos e uma pessoa indiciada
  • Apenas esta semana, dois motoristas de aplicativo foram mortos em São Paulo
Motorista foi esfaqueado e morto na zona leste de São Paulo nesta quinta (7)

Motorista foi esfaqueado e morto na zona leste de São Paulo nesta quinta (7)

Reprodução Record TV

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) encontraram, durante ação nesta quinta-feira (7), um local no Imirim, zona norte de São Paulo, que serviria como cativeiro de motoristas de aplicativo.

Vítimas de roubos e sequestros, os motoristas seriam levados ao local e ali mantidos como reféns.

O departamento informou que a ação desta quinta não se tratou de uma operação, mas o prosseguimento às investigações a partir de prisões ocorridas em dezembro.

Veja também: Três suspeitos de assaltar um motorista de app são presos

No mês passado, foram identificados cinco suspeitos, sendo quatro presos e uma quinta pessoa indiciada.

Confira a nota da SSP-SP:

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) realizaram, nesta quinta-feira (7), apoio ao trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística (IC) em um local, no Imirim, supostamente usado como cativeiro por criminosos que roubam motoristas de aplicativo e os mantém reféns. 

A ação faz parte do trabalho de investigação realizado por policiais do departamento, iniciado em dezembro, que já identificou cinco suspeitos de integrarem uma quadrilha que praticava este tipo de crime, sendo que quatro deles foram presos e uma quinta pessoa foi indiciada.

Também nesta quinta-feira (7), o motorista de aplicativo Emerson Lima da Silva, de 39 anos, morreu após ser esfaqueado, em um assalto, na rua Zituo Karasawa, no bairro da Colônia, zona leste de São Paulo no fim da noite desta quinta-feira (7).

Emerson saiu de casa na quinta-feira por volta de 20h, para atender uma corrida particular próximo ao terminal Cidade A. E. Carvalho. Quando chegou ao local, a mulher que solicitou a viagem estava acompanhada por um homem. Eles rodaram por alguns quilômetros até a dupla anunciar o assalto. Segundo a polícia, a vítima entrou em luta corporal para resistir ao crime. 

Nesta semana, este foi o segundo caso de motoristas de aplicativos vítimas de violência e que perderam a vida, enquanto exerciam a função. Também é o segundo caso de latrocínio: roubo seguido de morte.

Últimas