São Paulo Polícia fecha duas festas com mais de 260 pessoas na zona norte de SP

Polícia fecha duas festas com mais de 260 pessoas na zona norte de SP

Festa no bairro Jardim São Paulo reuniu cerca de 100 pessoas; evento clandestino no bairro do Limão tinha 169 aglomerados

  • São Paulo | Edilson Muniz, da Agência Record

Polícia fecha festa clandestina com 100 pessoas no bairro do Jardim São Paulo

Polícia fecha festa clandestina com 100 pessoas no bairro do Jardim São Paulo

Divulgação Governo de São Paulo

A Polícia Civil de São Paulo realizou uma operação com força-tarefa para encerrar duas festas que ocorreram na zona norte de São Paulo no início da madrugada desta segunda-feira (12).

A operação faz parte das ações do comitê "blitz", elaborado pelo governo do Estado de São Paulo que conta com o apoio do Grupo Armado de Repressão a Roubos (GARRA) do Departamento de Operações Especiais de Polícia (DOPE), além de profissionais da Vigilância Sanitária, Procon e Polícia Militar.

A primeira festa encerrada acontecia em um local chamado Barcelona Lounge Club, localizado na Avenida Luiz Dumont Villares, altura do número 1012, bairro do Jardim São Paulo.

No local se encontravam mais de 100 jovens, com 70 deles sem máscaras aglomerados curtindo a festa com muita bebida alcoólica e uso de narguilés. Foram apreendidas máquinas de cartões e equipamentos de som.

No bairro do Limão, pelo menos 169 se aglomeram em outra festa

No bairro do Limão, pelo menos 169 se aglomeram em outra festa

Divulgação Polícia Civil

A segunda festa ocorreu na avenida Engenheiro Caetano Álvares, altura do número 3013, no bairro do Limão, em espaço conhecido como Romana Lounge.

No local, novamente a mesma cena: jovens aglomerados consumindo bebidas e fumando narguilés, mas, desta vez, eram 169 pessoas, com pelo menos 69 delas sem máscara. Sete pessoas foram conduzidas para a delegacia para prestar esclarecimentos e o local será multado em pelo menos 300 mil reais.

As festas serão apresentadas no Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC). Os locais foram lacrados e os organizadores multados.

Últimas