Novo Coronavírus

São Paulo Polícia fecha festa clandestina com 30 pessoas na zona norte de SP

Polícia fecha festa clandestina com 30 pessoas na zona norte de SP

Responsáveis pelo evento, funcionários e testemunhas foram encaminhadas à delegacia onde foi feito um termo circunstanciado

  • São Paulo | Mariana Rosetti, da Agência Record

Cerca de 30 pessoas são flagradas sem máscaras e aglomeradas

Cerca de 30 pessoas são flagradas sem máscaras e aglomeradas

Reprodução Record TV

A Polícia Civil encerrou uma festa clandestina com aproximadamente 30 pessoas no bairro Água Fria, na zona norte de São Paulo, na noite de terça-feira (4). O evento acontecia no interior de uma boutique e descumpria medidas sanitárias impostas para conter a disseminação do novo coronavírus.

Policiais do Departamento de Operações Estratégicas (Dope), além da Polícia Militar, GCM, Vigilância Sanitária Estadual, Procon e do deputado Alexandre Frota, se deslocaram até a rua José de Albuquerque Medeiros, 149, na Água Fria.

O evento, que ocorreu no estabelecimento Ed Hause, reuniu 30 pessoas, muitas delas sem máscaras de proteção. Eles também desrespeitavam o distanciamento social. 

Os responsáveis pelo evento, funcionários e demais testemunhas, foram encaminhadas ao DPPC, onde foi elaborado um termo circunstanciado. Também foram apreendidos equipamentos de som, um laptop, duas máquinas de cartão de crédito e débito.

A maior parcela dos participantes do evento foi liberada pelos fiscais da Vigilância Sanitária após pesquisarmos os antecedentes criminais. Para evitar riscos de aglomeração de pessoas no DPPC, foi selecionado um número mínimo de testemunhas.

Últimas