São Paulo Polícia fecha tabacaria com 110 pessoas reunidas em Carapicuíba

Polícia fecha tabacaria com 110 pessoas reunidas em Carapicuíba

Cinco pessoas foram encaminhadas para a delegacia, mas a polícia não conseguir localizar o proprietário do estabelecimento

  • São Paulo | Edilson Muniz e Rodrigo Balbino, da Agência Record

Estabelecimento reunia 110 pessoas aglomeradas e tinha até local para tatuagem

Estabelecimento reunia 110 pessoas aglomeradas e tinha até local para tatuagem

Divulgação Record TV

A Polícia Civil fechou uma tabacaria que funcionava com aglomeração de 110 pessoas no município de Carapicuíba, na região metropolitana de São Paulo, durante a madrugada desta quinta-feira (22). O estado vive atualmente na fase de transição do Plano São Paulo, em que os estabelecimentos devem seguir restrições de funcionamento. 

O local é conhecido como Imperium Lounge Bar e fica localizado na Estrada do Tambory, altura do número 396, bairro da Vila Mercês, no município de Carapicuíba. Quando os policiais chegaram, 110 pessoas estavam no bar, sendo 65 delas sem máscara.

No local, foi constatado que as pessoas presentes não estavam respeitando o distanciamento social e descumpria o Decreto Estadual para combater a disseminação da covid-19.

Os policiais localizaram diversos jovens consumindo bebidas alcoólicas, mesas de sinuca e narguilés. Os agentes permanecem no local e o promoter do evento, Emerson da Silva Soares, será autuado pela Vigilância Sanitária Estadual.

Após o controle das pessoas e o local em segurança, agentes da Vigilância Sanitária, Prefeitura e Procon fiscalizaram o local e aplicaram autuações em descumprimentos às leis vigentes. A polícia não conseguiu localizar o proprietário do estabelecimento, mas identificou o responsável pela tabacaria, que foi conduzido com mais quatro homens para delegacia. Entre eles, um tatuador.

No local havia um espaço com toda estrutura para a realização de tatuagens, porém ninguém foi flagrado fazendo os desenhos. As pessoas foram ouvidas, assinaram termo circunstanciado e em seguida foram liberadas. O caso foi registrado no 1° Distrito Policial de Carapicuíba.

A ação foi coordenada pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE) e contou com apoio da Tropa de Choque da Polícia Militar, Grupo Especial de Reação (GER) da Polícia Civil e agentes da Vigilância Sanitária e do Procon.

Últimas