Coronavírus

São Paulo Polícia flagra aglomeração em tabacaria da zona leste de SP

Polícia flagra aglomeração em tabacaria da zona leste de SP

Bar é autuado por descumprir as medidas do Plano SP, multa pode chegar a R$150 mil. Polícia reúne cerca de 150 pessoas 

  • São Paulo | Letícia Assis e Isabelle Gandolphi, da Agência Record

Funcionária tentou avisar sobre chegada dos policiais e cerca de 50 pessoas tentaram fugir

Funcionária tentou avisar sobre chegada dos policiais e cerca de 50 pessoas tentaram fugir

Reprodução Google Street View

A Polícia Civil flagrou cerca de 150 pessoas aglomeradas em uma tabacaria na Vila Formosa, zona leste de São Paulo, na madrugada desta terça-feira (30). Após denúncia, os agentes estiveram no estabelecimento, conhecido como Sheik Nargas Lounge e Bar, localizado na Praça Nossa Senhora das Vitórias, número 161.

As equipes do Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), saíram da base do Departamento de Operações Especiais de Polícia (Dope) por volta da meia-noite. A operação contou com apoio ao Comitê de Blitz criado pelo Governo do Estado de São Paulo para combate à covid-19, além da Guarda Civil Metropolitana, Polícia Militar, Grupo Especial de Reação, Vigilância Sanitária Estadual e Procon.

Ao se aproximarem do endereço, a polícia encontrou o imóvel fechado com o proprietário na porta e dois carros parados na frente da tabacaria. A polícia informou que uma mulher, a atendente do local identificada como Bianca Gabrielle Carvalho dos Santos Pereira, 21 anos, teria avisado ao responsável pelo evento que as equipes estariam chegando. Uma mensagem, no aplicativo Instagram, dizia "6 viaturas já passou você viu".

Após serem avisados, os jovens tentaram sair do estabelecimento antes da chegada da polícia. Porém, as equipes conseguiram persegui-los e cercá-los, levando-os de volta à tabacaria, para a realização da contagem.

Na praça, a polícia conseguiu cerca de 50 cinquenta jovens que tentaram fugir da abordagem. O bar funcionava de forma irregular, uma vez que o Estado se encontra na Fase Emergencial do Plano São Paulo, que autoriza a abertura apenas de serviços essenciais.

Além disso, a capital está em meio a um mega feriado, declarado pela Prefeitura do dia 26 de março ao dia 4 de abril, com o objetivo de diminuir a circulação de pessoas pela cidade e coibir a disseminação do coronavírus.

A polícia apreendeu narguilés, bebidas alcoólicas, vales para drinks, lista de presença, rádios comunicadores, um grande sistema de câmera de segurança, máquinas de cartões e equipamentos de DJ.

Os participantes não realizavam distanciamento social e pelo menos 18 deles não utilizavam máscaras. A tabacaria foi autuada por descumprir as medidas do Plano São Paulo. O valor da multa pode chegar a mais de R$150 mil. Três celulares foram apreendidos, um de Bianca e os outros de Eder Soares dos Santos e Allan Dias Correa. Aparelhos de som pertencentes ao DJ da festa, Guilherme Gustavo Nascimento, também foram apreendidos. 

Dez pessoas foram levadas à delegacias, entre elas Eder Soares dos Santos, Bianca Gabrielle Carvalho dos Santos Pereira, Guilherme Gustavo Nascimento, Denison Barros Xavier, Allan Dias Correa, Danilo Max Lopes Santos Silva, Mateus Barbosa Vasconcelos, Elvis Rodrigues dos Santos, Weslley Pereira dos Santos, Rodrigo Oliveira Cunha.

Parte dos participantes do evento foi liberada pelos fiscais da Vigilância Sanitária, após pesquisarem os antecedentes criminais. Para não ocorrerem mais aglomerações no DPPC. O caso foi registrado no Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), onde os envolvidos assinaram um termo circunstanciado e foram liberados.

Últimas