São Paulo Polícia já sabe quem sequestrou e matou mulher após sair da academia

Polícia já sabe quem sequestrou e matou mulher após sair da academia

Vítima de 35 anos foi assassinada com tiro na nuca. Carro foi parcialmente incendiado e o corpo encontrado em Mairiporã (SP)

  • São Paulo | Edilson Muniz, da Agência Record

Vítima foi sequestrada ao sair da academia e morta com tiro

Vítima foi sequestrada ao sair da academia e morta com tiro

Reprodução Record TV

A Polícia Civil já identificou os suspeitos envolvidos no sequestro e morte de uma mulher de 35 anos, que desapareceu após deixar a academia na zona norte da capital paulista. As equipes estão em diligências nesta quarta-feira (15) para tentar localizá-los.

O irmão da vítima, vindo de Curitiba (PR), esteve na delegacia de Mairiporã, na Grande São Paulo, e, muito abalado, não quis conversar com a equipe e nem dizer o nome da irmã. 

A mulher foi assassinada com um tiro na nuca após ser sequestrada quando saía de uma academia na Estrada de Taipas, 939, na região do Jaraguá, zona norte de São Paulo, na manhã de terça-feira (14).

De acordo com a Polícia Militar, os criminosos chegaram em um veículo, modelo Fiesta de cor prata, e renderam a mulher. Eles entraram no automóvel dela, um Air Cross branco, e fugiram.

Uma câmera de segurança flagrou a movimentação do grupo. O carro dos criminosos aparece nas imagens e é seguido pelo veículo da vítima.

Horas depois, o carro da mulher foi encontrado parcialmente queimado em um local afastado e de difícil acesso, na avenida Doutor José Maniero, cerca de 4 quilômetros de onde ocorreu o sequestro.

Os agentes, então, entraram em contato com familiares da vítima. Eles confirmaram que a dona do carro estava desaparecida desde a manhã, quando saiu da academia.

Após uma denúncia, o corpo da vítima foi encontrado a 25 quilômetros do local, por volta das 13h50, na avenida José Antônio de Moraes Neto, em Mairiporã.

A vítima ainda usava as mesmas roupas da hora do sequestro. A Polícia Civil de Mairiporã acredita que a mulher foi levada com vida e executada no local, com um tiro na nuca.

Até o momento, nenhum suspeito foi detido. A Polícia de Mairiporã investiga agora o que motivou o sequestro e a execução da mulher.

O corpo está no IML (Instituto Médico Legal) de Franco da Rocha para exames.

Últimas