São Paulo Polícia prende homem que baleou jovem em Pinheiros, em São Paulo

Polícia prende homem que baleou jovem em Pinheiros, em São Paulo

Jihad Mohamed El Hage se apresentou como policial no 14º DP e disse ter sido responsável pelo disparo que atingiu e matou Danilo

  • São Paulo | Do R7, com informações da Record TV

Danilo Senra, de 23 anos, morreu na madrugada de sexta-feira (9)

Danilo Senra, de 23 anos, morreu na madrugada de sexta-feira (9)

Reprodução/Facebook - 09.07.2021

A polícia de São Paulo prendeu na manhã deste sábado (10) o homem suspeito de balear o jovem Danilo Senra, de 23 anos, em uma aglomeração na rua Guaicuí, uma rua de bares em Pinheiros, zona oeste de São Paulo, na madrugada da sexta-feira (9). As informações são da Record TV.

Jihad Mohamed El Hage se apresentou ao 14º DP, de Pinheiros, na madrugada deste sábado (10), se apresentou como policial e disse ter sido responsável pelo disparo que atingiu e matou Danilo.

O homem afirmou trabalhar no Departamento de Administração e Planejamento da Polícia Civil (DAP), como auxiliar de papiloscopista policial. A arma utilizada, uma 9 milímetros, foi apreendida.

Policiais civis foram até o local dos disparos, analisaram imagens de câmeras de segurança e conversaram com testemunhas, entre elas comerciantes do bairro. O caso foi encaminhado à Corregedoria da Polícia Civil.

O velório de Danilo Senra ocorreu na manhã deste sábado, no Velório Central de Embu-Guaçu. O sepultamento ocorreu às 11h30, no Cemitério São Francisco de Assis, na Estrada Municipal Basílio Viêira, também em Embu-Guaçu.

Danilo chegou a ser levado ao pronto socorro do Hospital das Clínicas, mas morreu nesta manhã. Os investigadores conseguiram a imagem do rosto do suspeito, registrada por câmeras de segurança. Ele e um cúmplice foram flagrados quando chegavam na festa. A polícia usou um sistema de reconhecimento facial para tentar descobrir a identidade da dupla.

Câmeras de monitoramento também registraram o momento do crime. A movimentação ocorreu por volta das 4h. As imagens mostras os jovens em uma festa clandestina no meio da rua. É possível ver o momento em que um homem dá um tapa em um ambulante e, na sequência, um rapaz - Danilo - se aproximando do agressor. Ele também é agredido. Duas vezes.

O atirador dispara para o alto e, depois, à queima roupa no peito de Danilo, que cai. O assassino ainda chuta a vítima no chão antes de fugir.

Informações preliminares indicavam que Danilo teria sido vítima de bala perdida, mas as imagens mostram que o tiro foi intencional. Os policiais suspeitam que a única testemunha do crime, um jovem que estava no local, mentiu em depoimento na delegacia. Ele disse que o tiro teria sido aleatório, bem diferente do que as imagens revelaram. O jovem foi chamado para prestar um novo depoimento.

Últimas