São Paulo Polícia prende suspeito de participar de morte de GCM na Grande SP

Polícia prende suspeito de participar de morte de GCM na Grande SP

Guarda Civil de Santo André foi vítima de latrocínio no dia 2 de junho. Suspeito foi preso após cair de moto roubada, nesta sexta-feira (10)

GCM foi vítima de latrocínio em 2 de junho

GCM foi vítima de latrocínio em 2 de junho

Reprodução

A Polícia Militar prendeu, na noite desta sexta-feira (10), o suspeito da morte do guarda civil metropolitano Maurício Avelino dos Santos. O GCM atuava em Santo André, na Grande São Paulo, e no dia 2 de junho foi vítima de latrocício (roubo seguido de morte) na cidade vizinha Mauá.

Dois homens tentaram roubar a motocicleta do GCM, que reagiu e foi baleado no queixo e na testa.

Nas sexta-feira, a Polícia Militar prendeu um suspeito depois de ter roubado duas pessoas no bairro Guarará, em Santo André.

O suspeito tentou fugir da polícia e caiu com a moto depois de entrar no estacionamento do supermercado Coop, na Vila Luzita, a poucos metros do local onde havia cometido o roubo.

Com uma fratura na perna, o homem foi levado para o Hospital Municipal de Santo André e vai passar por uma cirurgia.

O caso deve ser registrado no 4º DP de Santo André.

O caso

O guarda civil metropolitano Maurício Avelino dos Santos morreu após um assalto na avenida João Ramalho, próximo à prefeitura de Mauá, na região metropolitana de São Paulo.

De acordo com a PM na ocasião, dois homens abordaram o guarda, por volta de 6h10, roubaram sua moto e sua arma antes de disparar contra ela.

O guarda teria reagido ao tentar se defender. Nesse momento, ele teria sido baleado no queixo e na testa. O caso foi registrado no 1º DP de Mauá.

    Access log