São Paulo Polícia prende suspeitos pela morte de empresário em Catanduva (SP)

Polícia prende suspeitos pela morte de empresário em Catanduva (SP)

Crime aconteceu em 11 de julho de 2019, quando quatro homens invadiram a residência do empresário e ex-jogador de futebol

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Wellington Celli foi morto aos 39 anos, em Catanduva

Wellington Celli foi morto aos 39 anos, em Catanduva

Reprodução

A polícia prendeu dois suspeitos de participarem da morte do empresário Wellington Celli, de 39 anos, em Catanduva, no interior de São Paulo, em 2019, nesta terça-feira (4).

Nesta manhã, foram cumpridos os dois mandados de prisão preventiva pelo 90° Distrito Policial, do Parque Novo Mundo. Como a delegacia ainda não começou o registro do boletim de ocorrência, ainda não há informações sobre o endereço das prisões nem identidades dos presos.

O crime aconteceu em 11 de julho de 2019, quando quatro homens invadiram a residência do empresário e ex-jogador de futebol Wellington Celli.

Imagens de circuito de segurança, às quais a Record TV teve acesso, registraram os assaltantes pulando o muro do imóvel, que fica em um conjunto de chácaras. A vítima se recusou a entregar as correntes de ouro que usava, sendo agredido com coronhadas e, em seguida, morto a tiros em frente a família. No fim, a quadrilha fugiu sem levar nada.

De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais de Catanduva, quatro homens aparecem na câmera de segurança, porém o crime teve participação de oito pessoas,

Além dos dois homens presos nesta terça-feira (04), outros quatro suspeitos já estão presos. Dois assaltantes ainda estão foragidos. Segundo a Polícia Civil, as buscas continuam para localizá-los.

Últimas