São Paulo Polícia procura rapaz que derrubou idosa durante baile funk em SP

Polícia procura rapaz que derrubou idosa durante baile funk em SP

Nas redes sociais, um homem assumiu ter derrubado a idosa e riu da situação ao dizer que "esta aliviado" pelo vídeo não ter mostrado o seu rosto

A polícia ainda procura o rapaz que aparece em um vídeo derrubando uma idosa, identificada como Valdete, de uma laje durante um baile funk em São Paulo. A aposentada usou uma mangueira para dispersar os presentes com água e acabou sendo puxada pelo jovem.

Leia mais: Idosa derrubada durante baile funk em SP tem quadro de saúde estável

Em troca de mensagens em uma rede social, um homem assumiu ter derrubado a idosa e riu da situação, dizendo estar aliviado pelo vídeo não ter mostrado o seu rosto. Mesmo depois do caso, os bailes continuaram e o jovem responsável por puxá-la ainda não foi encontrado.

Idosa sofre com sequelas

Valdete Pereira Cavalcante, de 78 anos, trabalhava como diarista e sofre com as sequelas da queda. A mulher ficou internada depois de cair de uma altura de cinco metros e sofrer várias fraturas pelo corpo, nos tornozelos, nos braços, na costela, e agora tem dificuldade para se locomover. 

"Tá muito difícil pra mim. Porque eu não sou de parar, sou de mexer com meus animais, fazer comida, fazer as coisas e eu não estou conseguindo", lamentou a aposentada em entrevista para a Record TV.

O vídeo da queda, no momento em que alguém puxa a mangueira usada pela dona da casa, foi amplamente compartilhado nas redes sociais.

Aposentada ficou internada e teve várias fraturas pelo corpo

Aposentada ficou internada e teve várias fraturas pelo corpo

Reprodução/ Record TV

As imagens mostram Valdete jogando água com uma mangueira nos jovens que ocupavam a rua durante o baile.  Sem perceber, ela deixa parte da mangueira para fora da laje. Um homem, que aparenta estar no baile, puxa a mangueira, enquanto ela tentar segurar o objeto. Logo em seguida, a idosa cai.

Depois de tirar o gesso dos dois tornozelos os médicos descobriram que o tornozelo direito da idosa estava torto. Agora, a idosa sofre com as sequelas do mau procedimento.

Idosa foi derrubada da laje na madrugada do dia 12 de outubro

Idosa foi derrubada da laje na madrugada do dia 12 de outubro

Reprodução/Record TV

Valdete mora na casa em que sofreu o acidente há 50 anos, mas contou que os bailes funk ficaram mais frequentes na rua há quatro meses. Como o quarto dela fica de frente para a rua, ela não consegue dormir com o barulho da festa e, por isso, decidiu tentar dispersar os jovens com a mangueira.  

Últimas