São Paulo Policiais usam apitos para orientar motorista em pista perto de viaduto

Policiais usam apitos para orientar motorista em pista perto de viaduto

Trânsito na região do viaduto Jaguaré, na marginal Pinheiros, apresenta lentidão na manhã desta quarta-feira (21), mas tem fluidez de carros

Policiais usam apitos para orientar motorista em pista perto de viaduto

Policiais orientam motoristas na pista local da Marginal Pinheiros, em SP

Policiais orientam motoristas na pista local da Marginal Pinheiros, em SP

Werther Santana/Estadão Conteúdo – 21.11.2018

Mais de dez policiais militares orientam os motoristas que trafegam em velocidade reduzida, a pedido dos agentes, na pista local da marginal Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (21). Há sete dias um viaduto cedeu na região, provocando interdições de ruas e avenidas.

Os policiais e agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) orientam os condutos para evitar mais lentidão e acidentes próximo ao viaduto Jaguaré. 

No fim da manhã desta quarta, o trânsito continua lento, mas segue com fluidez na pista.

Motoristas que trafegam pela pista local da Marginal Tietê, próximo ao trecho interditado observam o processo de obras na estrutura que cedeu. O fluxo de motoristas, porém, não atrapalha o trânsito. Os condutores observam rapidamente as interdições na via.

Leia mais: SP: interdições por causa de viaduto vão impactar rotina de milhares

Prefeitura

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, afirmou na manhã desta quarta-feira (21) que o trânsito está dentro da expectativa após a interdição de vias causadas pela queda de parte do viaduto Jaguaré. Ele disse que o congestionamento está 20% acima da média, e considerou o número bom, já que eram esperados 30%.

Ainda não há um prazo para a conclusão das obras no viaduto. Covas disse que a prefeitura conta com o apoio do engenheiro que assinou a obra do local e este apoio facilitará a normalização da situação do local.

Leia mais: "Foi como se o chão desaparecesse", diz motorista em queda de viaduto

“O engenheiro que executou a obra está, desde ontem, já colaborando com a prefeitura. Ainda não temos nenhuma novidade em relação a prazos e qual vai ser a remediação a ser feita para poder devolver o viaduto à população", afirmou.

Operação dos trens

A Linha 9-Esmeralda circula com velocidade reduzida entre as estações Vila Lobos-Jaguaré e Cidade Universitária nesta quarta-feira (21), em São Paulo. De acordo com a A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), a operação reduzida busca atender o pedido da Prefeitura de São Paulo para que o funcionamento dos trens não interfira nas obras do trecho do viaduto.

A companhia informou que somente o trecho que faz o trajeto entre Osasco e Grajaú tem alternação na circulação "em razão de agente externos à empresa". Segundo a assessoria de imprensa da CPTM, não há previsão para a situação voltar ao normal. Passam diariamente pela Linha 9-Esmeralda 601 mil passageiros.

arte-viaduto-nova

arte-viaduto-nova

R7