São Paulo Poluição do ar mata mais do que acidentes de trânsito em São Paulo, diz pesquisa

Poluição do ar mata mais do que acidentes de trânsito em São Paulo, diz pesquisa

Outro estudo mostrou que 91% dos paulistanos estão preocupados com a qualidade do ar

Poluição do ar mata mais do que acidentes de trânsito em São Paulo, diz pesquisa

Pesquisa do Ibope mostrou que a poluição do ar é considerada problema grave ou muito grave para 91% dos paulistanos

Pesquisa do Ibope mostrou que a poluição do ar é considerada problema grave ou muito grave para 91% dos paulistanos

Werther Santana/Estadão Conteúdo

Um estudo feito pelo Instituto Saúde e Sustentabilidade em parceria com professores da USP (Universidade de São Paulo) mostra que o número de mortes decorrentes da poluição do ar é quase o dobro das causadas por acidentes de trânsito no Estado de São Paulo. O resultado da pesquisa será divulgado na segunda-feira (23), na capital.

A médica e presidente do Instituto Saúde e Sustentabilidade, Evangelina Vormittag, adiantou que, anualmente, morrem 15 mil pessoas em São Paulo em decorrência da poluição, enquanto cerca de 7.900 pessoas perdem a vida em acidentes de trânsito. O número ainda é subestimado, considerando apenas as mortes de regiões onde há estações de medição de poluentes.

Uma pesquisa do Ibope, encomendada pela Rede Nossa São Paulo, divulgada na segunda-feira (16), mostrou que a poluição do ar na cidade de São Paulo preocupa 91% dos entrevistados. Evangelina Vormittag comentou o resultado.

— Eu fiquei bastante feliz em ouvir que os paulistanos se preocupam [com a poluição]. 91% consideram a questão da poluição grave ou muito grave. Além disso, eles acham que a qualidade do ar diminuiu.

Os caminhões foram apontados por 41% dos entrevistados como os principais responsáveis pela poluição do ar, seguidos dos veículos velhos em geral e dos ônibus. Mais da metade dos que responderam à pesquisa deixaria de usar o carro diariamente em favor do meio ambiente.

Quase 80% deixariam de usar o carro se houvesse transporte público de qualidade, diz pesquisa

Pesquisa

Caminhões e veículos velhos são os vilões da poluição do ar, segundo levantamento do Ibope

Caminhões e veículos velhos são os vilões da poluição do ar, segundo levantamento do Ibope

Werther Santana/Estadão Conteúdo

A pesquisa intitulada “Avaliação do impacto da poluição atmosférica sob a visão da saúde no Estado de São Paulo” foi feita ao longo de seis anos — de 2006 a 2011 — e utilizou como base a análise do poluente PM 2,5 (material particulado). A comparação foi feita com níveis considerados seguros pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e foi utilizada para levantar dados de adoecimento, mortalidade e gastos públicos atribuídos à poluição. Evangelina alerta para o risco desse tipo de poluente.

— No corpo humano, essa partícula tem efeitos causadores de doenças respiratórias, doenças isquêmicas cardiovasculares e cerebrovasculares e câncer de pulmão.

O estudo teve apoio dos professores e doutores Paulo Saldiva, da Faculdade de Medicina da USP e equipe, e de Cristina Guimarães Rodrigues, pesquisadora da Faculdade de Economia e Administração da USP. A apresentação completa será feita a partir das 17h30 da próxima segunda-feira, na Câmara Municipal.

Faixas exclusivas para ônibus têm apoio de 93% dos paulistanos, diz Ibope