Tragédia no centro de São Paulo
São Paulo Prédio desaba após incêndio e deixa morto e desaparecidos em São Paulo

Prédio desaba após incêndio e deixa morto e desaparecidos em São Paulo

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ainda há três pessoas sumidas. Vítima que estava presa no 8º andar não pôde ser resgatada

Morre uma pessoa em prédio que desabou após incêndio em SP

Prédio do centro de SP é consumido pelas chamas antes de desabar

Prédio do centro de SP é consumido pelas chamas antes de desabar

Divulgação/Corpo de Bombeiros

Uma pessoa morreu no prédio que desabou após incêndio na madrugada desta terça-feira (1º) em São Paulo. A informação foi confirmada por Max Mena, coronel da PM (Polícia Militar) e comandante da operação no local.

Esta vítima estava presa no 8º andar do prédio e os Bombeiros não puderam resgatá-la antes do desabamento. O edifício tinha 22 andares.

Segundo o coronel Ricardo Peixoto, do Corpo de Bombeiros, há três desaparecidos, sendo um casal de crianças gêmeas e uma mulher.

O incêndio foi filmado por Marcella Larocca, produtora da RecordTV:

O edifício fica no Largo do Paissandu, próximo à avenida Rio Branco, na República, no centro de São Paulo. O local já pertenceu à Polícia Federal, mas estava desativado e ocupado irregularmente.

Assista ao momento exato do desabamento no vídeo abaixo:

Imagem mostra local onde ficava prédio que desabou

Imagem mostra local onde ficava prédio que desabou

Reprodução/Google Street View

Um prédio comercial vizinho ao local também foi atingido pelas chamas, mas não corre risco de desabar. O Corpo de Bombeiros confirmou que todas as pessoas que estavam neste edifício foram resgatadas com vida.

O incêndio começou por volta das 01h36 da manhã desta terça-feira (1º) e, de acordo com o Corpo de Bombeiros, 57 viaturas foram deslocadas ao local, com 160 homens trabalhando.

Unidades do 1º, 2º, 3º, 4º, 5º e 17º Grupamentos do Corpo de Bombeiros seguem trabalhando no local.

Famílias desabrigadas

De acordo com o sub-tenente Marcio, da Defesa Civil do Estado de São Paulo, cerca de 50 famílias moravam no prédio que desabou. O número exato de pessoas ainda está sendo levantado no local.

A Defesa Civil do município está cadastrando os moradores do prédio em programa de assistência social. As famílias serão levadas para um abrigo da prefeitura.

Interdições de vias

Por causa do incêndio, a SPTrans precisou desviar 40 linhas de ônibus que passavam pelo local.

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), todas as vias que ficam em volta do Largo do Paissandú precisaram ser interditadas, sendo elas: Rua São João, Avenida Rio Branco, Avenida Santa Ifigênia, Rua do Boticário, e Rua Antônio de Godoi. Os desvios ainda não foram informados pela companhia.

Veja imagens do incêndio que causou desabamento de prédio

    Access log