Prefeito assina decreto e SP tem feriado prolongado antecipado 

Medida antecipa feriados de Corpus Christi e Consciência Negra com objetivo de aumentar isolamento social na capital por causa do coronavírus  

Antecipação dos feriados municipais pretende aumentar isolamento social em SP

Antecipação dos feriados municipais pretende aumentar isolamento social em SP

Anderson Lira/ Framephoto/ Estadão Conteúdo - 06.05.2020

Foi publicado nesta terça-feira (19) no Diário Oficial da Cidade de São Paulo o decreto que antecipa os feriados de Corpus Christi e do Dia da Consciência Negra para esta quarta-feira (20) e quinta (21) na capital paulista. Na sexta (22) será ponto facultativo nas repartições públicas municipais da Administração Direta, Autarquias e Fundações.

O decreto assinado pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), tem como objetivo aumentar o isolamento social na cidade, que está abaixo do índice recomendado para conter a propagação do novo coronavírus. A taxa de ocupação dos leitos de UTI para pacientes com covid-19 já chega a 90%, o que preocupa as autoridades.

Leia mais: Doações privadas para combate à covid-19 em SP passam de R$ 653 milhões

Segundo o decreto, "poderá ser instituído plantão, a critério dos titulares dos órgãos da Administração Direta, nos casos julgados necessários". Os feriados não se aplicam às unidades de saúde, segurança urbana, assistência social e serviço funerário, entre outros setores. Revoga ainda a suspensão do expediente no dia 12 de junho (Dia dos Namorados).

A antecipação dos feriados foi um projeto de lei encaminhado pelo Executivo, em regime de urgência, à Câmara Municipal de São Paulo. A votação foi nesta segunda-feira (18), em sessão plenária virtual. Foram 37 votos favoráveis à proposta, outros 14 contrários e uma abstenção, o número mínimo para a aprovação de um projeto na Casa é 28.

Veja também: Estado de SP tem isolamento de 54% neste domingo (17)

O governador João Doria (PSDB) também encaminhou à Assembleia Legislativa de São Paulo um projeto de lei para a antecipação do feriado do dia 9 de Julho (Dia da Revolução Constitucionalista) para 25 de maio.

O prefeito Bruno Covas celebrou a antecipação dos feriados em São Paulo: “Queria agradecer aos vereadores e vereadoras. Teremos, portanto, cinco dias de estímulo ao isolamento social”.

Sobre a possibilidade de ida dos paulistanos e moradores de cidades vizinhas à praia durante o megaferiado, o prefeito disse ter levado a preocupação ao governador durante uma reunião nesta segunda-feira. “O governador consultará as secretarias de Saúde, Transportes e prefeitos das cidades litorâneas. Mas a decisão [de um possível fechamento das estradas] é do governo do estado”, disse Covas.