Prefeito Bruno Covas vai passar pela sexta sessão de quimioterapia

A previsão é de que ele seja internado na noite desta terça-feira para a realização do procedimento, que dura 30 horas. No total, serão 8 sessões

Prefeito fará sexta sessão de quimioterapia de um total de oito até fevereiro

Prefeito fará sexta sessão de quimioterapia de um total de oito até fevereiro

Werther Santana / Estadão Conteúdo / 17.12.2019

O prefeito Bruno Covas (PSDB) vai voltar nesta terça-feira (7) para o Hospital Sírio-Libanês para a sexta sessão de quimioterapia. Ele será internado para a realização do procedimento que dura 30 horas, parte do tratamento contra um câncer na cárdia, que fica entre o estômago e esôfago. Ele apresenta metástase no fígado e nos linfonodos.

Ainda nesta terça, o prefeito manteve os compromissos no gabinete, no centro de São Paulo, com despachos com secretários até às 15 horas. A previsão é de que a internação ocorra à noite. 

De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital na última internação, Covas "encontra-se em ótimo estado geral e até o momento não apresenta efeitos adversos".

Após o término da sexta sessão, o prefeito ainda será submetido a outras duas sessões de quimioterapia. Em fevereiro, Bruno Covas fará uma nova bateria de exames para avaliar os resultados do tratamento contra o câncer. Só então a equipe médica vai definir se há necessidade de mais algum tratamento complementar.

Tratamento

No final de outubro, Covas recebeu o diagnóstico de câncer na cárdia e tumores também no fígado e linfonodos. De acordo com o médico infectologista, David Uip, o prefeito reagiu muito bem às sessões de quimioterapia e houve regressão do tumor após o primeiro ciclo do tratamento.

Mesmo depois de retomar as atividades no gabinete da prefeitura, Covas ainda precisa evitar aglomerações em agendas públicas por estar com a imunidade baixa.

Em tratamento, o prefeito destacou que não pretende reduzir o ritmo de trabalho porque "quanto mais trabalhar, melhor pra manter a mente ocupada". Covas já afirmou também que será candidato à reeleição novamente este ano.