Novo Coronavírus

São Paulo Prefeito de Mauá é alvo de operação de desvios em hospital 

Prefeito de Mauá é alvo de operação de desvios em hospital 

Mandados de busca e apreensão são cumpridos nas cidades de São Paulo, Barueri, Jundiaí e Mauá, por indícios de crimes de lavagem de dinheiro

  • São Paulo | Vania Souza e Edilson Muniz, da Agência Record

Carros do GAECO e da Polícia Civil na Prefeitura de Mauá, em São Paulo

Carros do GAECO e da Polícia Civil na Prefeitura de Mauá, em São Paulo

Reprodução/Record TV

Átila Cesar Monteiro Jacomussi, prefeito de Mauá, na região metropolitana de São Paulo, é alvo de uma operação deflagrada nesta segunda-feira (15) que aponta irregularidades na gestão e operacionalização do hospital de campanha da região, de acordo com informações do MP-SP (Ministério Público de São Paulo).  

Leia também: Grande SP poderá reabrir comércio e shoppings a partir desta segunda

Mandados de busca e apreensão são cumpridos na capital e nas ciddes de Barueri, Jundiaí e Mauá, diante de indícios dos crimes como falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, entre outros.

Operação é feita pela Procuradoria-Geral de Justiça com o apoio do Gaeco (Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e da Polícia Civil.

As investigações apontam ilegalidades na contratação emergencial pelo município de Mauá da organização social Atlantic - Transparência e Apoio à Saúde Pública, para a gestão e operacionalização do hospital de campanha construído naquela cidade por conta da covid-19.

A Atlantic ao tempo da contratação tinha em seu quadro diretor e administrativo pessoas desvinculadas da área da saúde. O valor da contratação é de R$ 3,3 milhões, para o prazo de 90 dias.

Além do prefeito, são alvos da operação o secretário de saúde Luis Carlos Casarin, além de Gilberto Alves Pontes Belo, sócio de uma das empresas investigadas e Jéssica Alves Pontes Belo, proprietária da Atlantic.

As buscas ocorreram nos gabinetes do prefeito e do secretário da saúde, e no setor de licitações do município de Mauá.

Leia também: Três são detidos por apologia ao nazismo na Avenida Paulista, em SP

Em nota, a SSP informou que o Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas) apoia agentes do GAECO no cumprimento de mandados de busca e apreensão.

Já a prefeitura de Mauá, afirmou que recebeu "com indignação a notícia da ação do Ministério Público na Prefeitura de Mauá." E que estão " tranquilos em relação ao desenrolar dos fatos e certos de que demonstraremos, nos autos, a lisura de todo o processo."

O advogado Daniel Bialski, que defende o prefeito de Mauá, Átila Jacomussi, esclareceu que essa medida, pelas primeiras informações que recebeu, teria como base uma denúncia anônima e “infelizmente, o prefeito vem sendo perseguido e nada obstante a lisura com que atua à frente da prefeitura, em especial nessa época, procede-se uma verdadeira caça às bruxas, mesmo sem investigação prévia ou algo palpável para legitimar essa ação".

"Todas as contratações observaram critérios técnicos e preço, tanto que o hospital de Mauá é uma referência no Brasil, atendendo 24 horas por dia. O prefeito informou que o preço por leito é um dos menores, senão o menor construído e a cidade teve número reduzido de óbitos. As compras e atos estão no portal da transparência e o prefeito prestou esclarecimentos e enviou todos documentos sempre que lhe foi solicitado. A empresa que acabou contratada prestou o serviço com excelência e não há qualquer indício de irregularidade ou ilicitude. A defesa irá pedir vista dos autos e estudar as medidas que serão tomadas para elidir essa busca, que considera desnecessária e até excessiva", acrescentou.

Leia a nota da Prefeitura de Mauá na íntegra

"Recebemos com indignação a notícia da ação do Ministério Público na Prefeitura de Mauá. O processo, que deu origem a mesma, foi remetido ao MP em sua integralidade, todas as informações foram esclarecidas e há conversas diárias por vídeoconferência com os promotores. Entendemos como excessiva e desnecessária a iniciativa do Ministério Público.

Estamos tranquilos em relação ao desenrolar dos fatos e certos de que demonstraremos, nos autos, a lisura de todo o processo. Salientamos que Mauá está na vanguarda do combate ao Coronavírus, notoriamente com ações eficientes e reconhecidas pela população e pela imprensa."

Últimas