Coronavírus

São Paulo Prefeitura de São Paulo recebe 273,3 mil doses da vacina da Pfizer

Prefeitura de São Paulo recebe 273,3 mil doses da vacina da Pfizer

Devem ser vacinadas pessoas com comorbidades na faixa de 50 a 54 anos. Cem mil doses serão distribuídas até esta quinta (13)

  • São Paulo | Da Agência Brasil

Foram entregues 273.336 doses da vacina contra coronavírus

Foram entregues 273.336 doses da vacina contra coronavírus

Portal Correio

A prefeitura de São Paulo recebeu 273.336 doses da vacina contra covid-19 desenvolvida pela Pfizer nesta quarta-feira (12). Este é o segundo lote do imunizante recebido pela capital paulista.

A partir de sexta-feira (14), as doses serão usadas para imunizar grupos elegíveis para a primeira aplicação da vacina. Entram nesse grupo pessoas de 50 a 55 anos com comorbidades. Pelo menos 100 mil doses serão descongeladas entre esta quarta (12) e quinta-feira (13) e enviadas às UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da capital.

O primeiro lote do imunizante, recebido em 4 de maio, foi usado para vacinar idosos entre 60 e 62 anos.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, por enquanto, está suspensa a vacinação de gestantes e puérperas, com imunizantes de todos os laboratórios. A decisão acompanha a orientação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) após a suspeita de relação da morte de uma gestante no Rio de Janeiro com a vacina da AstraZeneca/Oxford.

“Hoje receberemos 144 mil AstraZeneca para aplicação de segunda dose a partir de sexta-feira. A vacinação das grávidas e puérperas está suspensa não só com a AstraZeneca, mas com todas as vacinas até que a Secretaria Estadual de Saúde faça uma redefinição", disse Edson Aparecido.

O secretário esclareceu que a vacina da Pfizer não será destinada a essas pessoas para que todo o grupo tenha oportunidade de ser vacinado, não só na capital paulista.

Últimas