Prefeitura de SP investe R$ 160 mi para retorno das aulas presenciais

Montante será usado na compra de equipamentos como computadores, caixas de som, projetores e internet rápida para 13 mil salas de ensino

Prefeitura investiu R$ 160 milhões na compra de equipamentos para escolas

Prefeitura investiu R$ 160 milhões na compra de equipamentos para escolas

Reprodução/ Pixabay

Mesmo sem data confirmada para o retorno das aulas presenciais, a Prefeitura de São Paulo decidiu investir R$ 160 milhões para equipar 13 mil salas com computadores, caixas de som, projetores e internet rápida. A expectativa é de que, até dezembro, metade das salas da rede municipal já tenham os equipamentos.

A ideia da Secretaria Municipal de Educação é investir em ações que garantam que o aprendizado das crianças, mesmo após o período de afastamento por causa da pandemia. A pasta prepara um trabalho de recuperação e promete fazer uso de tecnologias e do Currículo da Cidade Digital, disponível no Portal da Secretaria.

Leia mais: Estudo revela 1,3 mi de imunizados em SP e Covas aponta estabilidade

Nesta semana, também foi inaugurado o Ceforp (Centro de Formação de Professores). O espaço tem cerca de 3 mil m², fica na Vila Mariana, zona sul da capital, e vai atender os educadores da rede municipal de ensino, promovendo formações diárias.

O local passou por reformas de R$ 2 milhões e possui salas de aula equipadas com lousas digitais e computadores, sala de reunião, laboratórios de Educação Digital e Ciências e auditório para até 600 pessoas.

Veja também: Após teste positivo, João Doria tem 1º dia de trabalho em casa

Segundo a prefeitura, "todas as ações têm a finalidade de adequar a escola aos alunos e professores que, no período de distanciamento social, recriaram práticas e mudaram a forma de ensinar e aprender".