Coronavírus

São Paulo Prefeitura de SP muda horário e rodízio funcionará das 20h às 5h

Prefeitura de SP muda horário e rodízio funcionará das 20h às 5h

Anúncio foi feito nesta quinta-feira (18) pelo prefeito Bruno Covas (PSDB). Medida quer desafogar o transporte público

  • São Paulo | Do R7

Novas regras para o rodízio municipal foram anunciadas nesta quinta-feira (18)

Novas regras para o rodízio municipal foram anunciadas nesta quinta-feira (18)

Aloisio Mauricio/Fotoarena/Folhapress – 15.02.2021

A Prefeitura de São Paulo alterou o horário do rodízio municipal para ajudar a controlar a circulação de pessoas durante o enfrentamento da covid-19. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (18) pelo prefeito Bruno Covas (PSDB).

O horário de restrição passará a ser das 20h às 5h a partir da próxima segunda-feira (22). Portanto, os veículos podem circular normalmente nos períodos normalmente proibidos, das 7h às 10h e das 17h às 20h.

Segundo o prefeito, a medida serve para desafogar o transporte público e melhorar a circulação e a segurança daqueles que precisam se deslocar na capital paulista.

"Durante as próximas duas semanas, estamos também mudando o horário de rodízio aqui na cidade de São Paulo. Ao invés de o rodízio ser das 7h às 10h e das 17h até 20h, vamos liberar nesses dois horários exatamente para que as pessoas possam ter a opção do carro e não depender do transporte público. E vamos mudar o horário do rodízio para 20h até 5h, que é exatamente o horário de toque de restrição do governo do estado", disse o prefeito Bruno Covas.

O chefe do executivo municipal explivou o objetivo da medida: "Assim, a gente também soma esforços para que as pessoas deixem de circular no período noturno. Na segunda-feira, da semana que vem, dia 22, já passa a valer isso para carros com final 1 e 2. Vamos mudar o horário do rodízio na cidade de são Paulo, somar esforços com o governo de São Paulo e reduzir a circulação de pessoas na cidade de são Paulo".

O horário é definido pela prefeitura em consonância com o toque de restrição imposto pelo governador João Doria (PSDB) para todo o estado de São Paulo, como medida para impedir aglomerações e o avanço do vírus. Já havia ordem de Doria para restringir a circulação entre 20h e 5h.

Covas usou a própria luta contra um câncer para ilustrar a necessidade de as pessoas seguirem as regras e evitarem novos casos e mortes. "Esperamos com isso, mais do que ter receio de fiscalização, [as pessoas saibam] que é um momento de ação coletiva contra o coronavírus. Eu que enfrento uma doença e luto para estar vivo a cada dia. Queria que cada um da cidade de São Paulo pudesse pensar na sua saúde, dos semelhantes, família, amigos, vizinhos", encerrou.

Últimas