Prefeitura de SP quer oferecer transporte gratuito para bebês

Segundo governo, medida amplia chances de mais de 5 mil crianças ao atendimento em creches mais distantes e aos novos equipamentos

Prefeitura de São Paulo cria projeto gratuito de transporte para bebês

Prefeitura de São Paulo cria projeto gratuito de transporte para bebês

Divulgação/Prefeitura de São Paulo

Os bebês que frequentam as creches municipais poderão utilizar transporte gratuito oferecido pela Prefeitura de São Paulo e ocupar vagas ociosas em unidades que ficam mais distantes da residência. Segundo a Secretaria Municipal de Educação, o projeto Baby-TEG deverá ter aproximadamente 350 veículos ou um total de 5.143 vagas a serem preenchidas.

Leia mais: Vale do Ribeira regride de fase e põe em risco volta às aulas em São Paulo

O projeto tem como objetivo "garantir o transporte escolar de crianças de zero a 3 anos e 11 meses que estejam na fila de espera e ampliar as chances de uma vaga nas unidades escolares que ficam entre 2 e 5 km de distância da residência".

Cada veículo vai atender, no máximo, 15 crianças. Os carros terão dois monitores capacitados em primeiros socorros. A criança só poderá ficar no transporte por até uma hora durante o trajeto casa-creche e será obrigatório o uso de bebê conforto.

Veja também: Santo André e Mauá (SP) não vão retomar aulas presenciais este ano

De acordo com a Secretaria de Educação, a medida vai ajudar na ampliação do atendimento em futuros equipamentos que serão inaugurados, como os 12 CEUs (Centros Educacionais Unificados). Hoje a capacidade de atendimento é de 650 mil e chegará a 3,6 mil crianças na lista de espera.

Já o programa Primeira Infância, segundo a prefeitura, conta com 40 imóveis aprovados para serem novas creches, o que vai aumentar a capacidade de atendimento de 7,2 mil para 12,5 mil crianças.