Coronavírus

São Paulo Prefeitura de SP reduz leitos de UTI destinados a pacientes com covid

Prefeitura de SP reduz leitos de UTI destinados a pacientes com covid

Com a mudança, os pacientes diagnosticados com covid-19 serão atendidos e referenciados em cinco hospitais municipais na capital

  • São Paulo | Do R7

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informou que a partir desta quarta-feira (1ª), parte dos leitos destinados ao tratamento de covid-19 serão destinados para atendimento de outros casos.

Atualmente, a capital possui 790 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da covid-19. No auge da pandemia, chegou a ter 1.445 leitos. A partir de quarta-feira (1°), a São Paulo terá 532 leitos de UTI específicos para covid-19.

Com a mudança, os pacientes diagnosticados com covid-19 serão atendidos e referenciados em cinco hospitais municipais na capital:  Municipal da Brasilândia, Guarapiranga, Ignácio Proença de Gouveia, Tide Setúbal e Professora Lydia Storópoli. Dessa forma, cada região da cidade terá um hospital de referência.

Prefeitura concentra atendimento contra covid em cinco hospitais de SP

Prefeitura concentra atendimento contra covid em cinco hospitais de SP

Reprodução/Record TV

A pasta acompanha e monitora os índices da doença na capital. A prefeitura informou ainda que, caso necessário, de maneira imediata, esses leitos voltarão ao atendimento aos pacientes com covid-19.

A pasta adianta que as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Assistências Médicas Ambulatorial (AMAs), pronto-socorros e hospitais permanecem com o acolhimento e encaminhamento das pessoas que apresentam os sintomas da covid-19 no município de São Paulo.

Últimas