Tragédia no centro de São Paulo

São Paulo Prefeitura desinterdita prédios vizinhos a edifício que desabou

Prefeitura desinterdita prédios vizinhos a edifício que desabou

Sem risco de caírem, cinco edifícios próximos ao Wilton Paes de Almeida, que pegou fogo e desabou no dia 1º de maio, são liberados

  • São Paulo | Marcos Rosendo, da Agência Record, e Ugo Sartori, do R7*

Cinco edifício vizinhos do Wilton Paes de Almeida são desinterditados

Cinco edifício vizinhos do Wilton Paes de Almeida são desinterditados

Edu Garcia/R7

A Prefeitura de São Paulo desinterditou nesta quinta-feira (31) dois prédios vizinhos ao edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou após pegar fogo, no largo do Paissandu, no centro da cidade, no dia 1º de maio.

A Defesa Civil havia interditado seis construções no local por questões de segurança. Mesmo interditados, o órgão informou que eles não corriam risco de caírem — moradores de um dos prédios até puderam entrar no edifício para pegar seus pertences.

Em nota, a Prefeitura Regional da Sé disse que os edifícios desinterditados foram os do largo do Paissandu números 132 e 138 e os números 35 (Edifício Caracu), 40 e 52 da rua Antônio Godoy.

Defesa Civil nega risco de colapso de prédios vizinhos ao que desabou

Na nota, a prefeitura regional também informou que um relatório apontará quais serão as intervenções necessárias no edifício Joamar, número 20 da rua Antônio de Godoy, que permanece interditado. O dono do local será acionado para fazer os devidos reparos.

*Estagiário do R7, com supervisão de Marcos Sergio da Silva

Últimas