Coronavírus

São Paulo Prefeitura paga renda emergencial a 480 mil famílias de SP nesta quarta

Prefeitura paga renda emergencial a 480 mil famílias de SP nesta quarta

Segundo administração municipal, pagamento único se refere às parcelas de outubro, novembro e dezembro de 2020, no valor de R$ 100 por mês

  • São Paulo | Do R7

Parcela única de renda emergencial começa a paga às famílias de SP

Parcela única de renda emergencial começa a paga às famílias de SP

ANDERSON LIRA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, informou nesta terça-feira (8), que 480.146 famílias receberão a partir da quarta-feira (9) o pagamento referente às parcelas de outubro, novembro e dezembro de 2020, no valor de R$ 100 por mês, referente à renda básica emergencial.

De acordo com a Coordenação de Gestão de Benefícios de São Paulo, 428.142 munícipes receberão um SMS a partir de quarta-feira (9) com a mensagem informando a data do pagamento. As mensagens serão enviadas no dia em que o pagamento cai para cada beneficiário. As 52.004 pessoas que não têm o cadastro de celular receberão uma carta via correio.

Segundo a administração municipal, pessoas com deficiência, independentemente de idade, receberão um benefício no valor de R$ 200,00 por mês, não sendo válido para os que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). O valor será creditado de forma eletrônica. 

A Lei nº 17.504 de 11 de novembro deste ano instituiu o Renda Básica Emergencial para reduzir os efeitos da pandemia causada pelo novo coronavírus.

O Renda Básica Emergencial é um benefício financeiro concedido pela Prefeitura de São Paulo às famílias em situação de vulnerabilidade inscritas no Programa Bolsa Família até setembro de 2020 e às famílias de trabalhadores ambulantes do comércio informal que atendam aos critérios do Programa Bolsa Família.

O responsável familiar que possuir Conta Fácil, Conta Poupança Fácil ou Poupança na Caixa receberá o benefício nessa conta. Para quem não possui conta na Caixa, será aberta uma Conta Poupança Social Digital.

Nesse caso, é possível receber o benefício pelo aplicativo “Caixa Tem” em um telefone celular com acesso à Internet. Quem não possuir internet poderá sacar em uma agência da Caixa, com documento de identificação válido com foto, de acordo com o calendário.

De acordo com a prefeitura, o benefício será gerado automaticamente para as famílias que atendam aos critérios do programa. Os canais de atendimento ao cidadão para dúvidas sobre o benefício são o site da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e a Central 156.

A Lei nº 17.504 de 11 de novembro deste ano instituiu o Renda Básica Emergencial para reduzir os efeitos da pandemia causada pelo novo coronavírus. A partir do dia 9 será possível consultar a situação do benefício por meio da Central e do Portal 156.

As contas que ainda não foram abertas automaticamente são de pessoas com documentação ou CPF irregulares ou alguma informação incompleta no cadastro. Para esses casos, a Prefeitura e a Caixa afirmam estarem tomando as ações necessárias para que essas contas sejam abertas o mais breve possível.

Últimas