São Paulo Presos dois suspeitos de executar vendedora em rua do Brás, em SP

Presos dois suspeitos de executar vendedora em rua do Brás, em SP

Ana Paula da Silva Matos, de 34 anos, foi morta a tiros no fim de 2020 em crime flagrado por câmera de segurança

  • São Paulo | Letícia Dauer, da Agência Record

Vendedora foi executada a tiros enquanto caminhava em rua do Brás, em SP

Vendedora foi executada a tiros enquanto caminhava em rua do Brás, em SP

Reprodução

Dois homens foram presos nesta quarta-feira (6), suspeitos de envolvimento na morte da vendedora Ana Paula da Silva Matos, de 34 anos, em uma rua no Brás, no centro de São Paulo, no dia 21 de dezembro do ano passado. O crime foi registrado por câmeras de monitoramento.

Segundo o delegado Fábio Pinheiro, do DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa), ainda não há informações sobre a motivação do assassinato. A polícia trabalha com duas hipóteses: passional (feminicídio) ou patrimonial.

Um dos presos, de prenome Ivanildo, teria sido o responsável pela execução. A Polícia Civil acredita que ele seja um matador de aluguel da região do Brás, que trabalha para as quadrilhas de contrabando de cigarros.

O DHPP irá investigar se o criminoso tem envolvimento em outros homicídios ocorridos na área central da capital.

À polícia, Ivanildo contou que matou a vendedora devido a uma dívida, entretanto o delegado Fábio Pinheiro acredita que ele tenha mentido. Provavelmente ele recebeu uma encomenda para matar a vítima.

O segundo preso, de prenome Bruno, agiu como "olheiro". No circuito de segurança do dia do crime, ele aparece de bicicleta acompanhando o trajeto da vítima. 

A Polícia Civil ainda trabalha para descobrir quem encomendou a morte de Ana Paula.

Últimas