Procon realiza blitz em postos da Enel em São Paulo

Segundo órgão, atendimentos da empresa têm sido procurados por milhares de consumidores por aumentos nas contas dos meses de junho e julho

Marcello Casal jr/Agência Brasil

Equipes de fiscais do Procon-SP realizaram, nesta sexta-feira (7), na cidade de São Paulo, blitze em diversas lojas da Enel, e autuou a empresa por má prestação de serviços.

Segundo a entidade, os atendimentos da Enel têm sido procurados por milhares de consumidores por aumentos nas contas dos meses de junho e julho.

A empresa havia deixado de realizar a leitura presencial dos medidores em abril e maio, portanto optou por fazer as cobranças dos meses citados pela média de consumo.

Em nota enviada ao R7, a Enel Distribuição São Paulo informa que vem prestando todos os esclarecimentos ao Procon.

As reclamações sobre o aumento da conta de luz quadruplicaram em julho: foram 40.616 queixas contra 10.747 em junho, número que já havia crescido em relação ao início da pandemia de covid-19 - foram 552 reclamações, em março.

Segundo Fernando Capez, secretário de defesa do consumidor o Procon-SP também irá mais uma vez acionar o Ministério Público e está estudando a propositura de uma Ação Civil Pública contra a empresa. “Enel está desrespeitando o consumidor e o Procon não vai admitir isso”, afirmou.

O Procon já havia multado a Enel recentemente, em julho, em mais de R$ 10 milhões, por má prestação de serviço e prática abusiva. 

Além de deixar de realizar a leitura presencial dos medidores, fazendo a cobrança pela média de consumo e a situação gerou cobranças indevidas, outro motivo que levou a Enel ser multada foi impor a assinatura de uma confissão de dívida aos consumidores que optaram por parcelar os valores questionados, já que a prática é considerada abusiva.

De acordo com a Enel, a partir de amanhã, dia 8 de agosto, a distribuidora abrirá as lojas também aos sábados, das 9h às 13horas. A companhia também está aumentando o contingente de colaboradores que fazem a triagem antes de o cliente entrar no local.

A nota informa ainda que os serviços realizados nas lojas da empresa continuam disponíveis nos canais digitais da companhia, inclusive a segunda via de conta, que é uma das principais solicitações dos clientes.

"Vale ressaltar que as lojas reabriram no início desta semana, de segunda a sexta-feira, em horários definidos por decretos de cada município e em linha com a flexibilização do isolamento social, anunciada pelo Governo Estadual. Todos os protocolos de higiene serão seguidos, como o distanciamento entre os atendentes, o uso obrigatório de máscaras, a disponibilização de álcool em gel e as marcações para distanciamento dos clientes", diz a nota.

A recomendação aos clientes é que procurem as lojas de atendimento apenas nos casos em que realmente for necessário, para seguir as regras de distanciamento social dos governos municipais e estadual.