São Paulo Professor é preso por suspeita de pedofilia na zona norte de SP

Professor é preso por suspeita de pedofilia na zona norte de SP

Segundo investigações, o homem de 55 anos enviava mensagens sexuais ao alunos por aplicativos. Vítima diz que suspeito mandou vídeo se masturbando

Preso suspeito de pedofilia

Momento em que a polícia flagra professor e vítima

Momento em que a polícia flagra professor e vítima

Reprodução RecorTV

Um professor de matemática foi preso em flagrante por suspeita de pedofilia, no bairro Vila Sabrina, zona norte de São Paulo. O homem é suspeito de mandar mensagens de cunho sexual para seus alunos por meio de redes sociais. O caso foi registrado do 90º DP (Parque Novo Mundo) às 13h da quarta-feira (10).

Mãe se passa por filha e responde mensagens de suspeito de pedofilia

De acordo com a Polícia Civil, o homem pegava o número do celular dos jovens para questionar quando estes faltavam em suas aulas. Dessa forma, ele conseguiu o contato de duas das vítimas.

Uma delas, de 16 anos, deletou seu contato do aplicativo ao receber fotos das partes íntimas do professor e parou de trocar mensagens com o homem. O primo da vítima, de 13 anos, passou pela mesma situação. 

Megaoperação contra pedofilia cumpre quase 600 mandados

Segundo o delegado Francisco, responsável pelo caso, o professor enviava vídeos se masturbando para o jovem e pedia para que ele apagasse as conversas, pois poderia ser preso.

O tio do jovem de 13 anos pegou o celular do menino e viu as imagens. A partir disso, ele imprimiu as conversas e as levou ao 90º DP, que iniciou as investigações.

Os policiais marcaram um encontro com suspeito, se passando pela vítima. Na ocasião, o professor foi preso em flagrante.

A RecordTV teve acesso a um vídeo que mostra o momento da prisão do homem. O jovem, de 13 anos, está de mochila e encontra o professor em frente ao mercado. Eles começam a conversar, enquanto o menino amarra o tênis. Nesse momento, a polícia aborda o professor para a prisão.

PF deflagra operação Take Care 3 contra pornografia infantil em SP

Ainda de acordo com o delegado Francisco, o homem foi demitido da escola em que lecionava há pouco tempo pois, segundo as vítimas, diversos alunos estavam pedindo transferência por conta do professor. A Polícia Civil investigará o motivo da saída destes alunos.

O homem foi levado à carceragem do 72º DP e será encaminhado nesta quinta-feira (11) para audiência de custódia.

    Access log