São Paulo Projeto de lei busca passe livre para agentes da segurança em SP

Projeto de lei busca passe livre para agentes da segurança em SP

Medida aumenta a concessão da classe, além de retirar a obrigatoriedade do uso de farda em transportes públicos

Um projeto de lei prevê o passe livre em transportes públicos para agentes de segurança pública do estado de São Paulo, mesmo sem farda. A medida busca a gratuidade nos transportes para profissionais das polícias Militar e Civil, GCM (Guarda Civil Municipal), agentes penitenciários e das forças armadas.

Gratuidade já existe para PMs e bombeiros, desde que estejam fardados

Gratuidade já existe para PMs e bombeiros, desde que estejam fardados

Divulgação/ Agência Record

O benefício já existe para policiais militares e bombeiros, desde que estejam fardados. A medida visa retirar essa obrigatoriedade. O governador João Doria tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar o projeto. O PL permite que agentes de segurança não paguem a tarifa em ônibus intermunicipais, no Metrô e na CPTM (Companhia de Trens Metropolitanos).

De acordo com presidente da Sifuspesp (Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional de São Paulo), Fábio Jabá, os salários da categoria estão defasados e muitos agentes dependem do transporte público. “Se os profissionais de segurança fossem mais bem valorizados, não precisaríamos do benefício”, disse o representante.

Últimas