São Paulo Promotor de festas clandestinas em São Paulo leva multa de R$ 100 mil

Promotor de festas clandestinas em São Paulo leva multa de R$ 100 mil

Réu, que já havia sido impedido em setembro de 2020 de realizar eventos com aglomerações, também terá de pagar por respirador

Além da multa, acusado deve comprar respirador para o município

Além da multa, acusado deve comprar respirador para o município

Divulgação/ Sistema Fieb / Valter Pontes/ Coperphoto

Um homem levou multa de R$ 100 mil e terá de pagar por um respirador após organizar eventos clandestinos que provocaram aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus na cidade de Itapeva, no interior de São Paulo.

De acordo com o Ministério Público, uma liminar de setembro do ano passado já havia impedido o réu de promover festas, mas ele descumpriu a decisão.

Ainda de acordo com o MPSP, o valor da multa será revertido para o fundo municipal de Saúde, e o respirador será usado em uma UTI (Unidad de Tratamento Intensido) do próprio município. 

Últimas