São Paulo Rachaduras em prédio de Barueri causam evacuação de 200 pessoas

Rachaduras em prédio de Barueri causam evacuação de 200 pessoas

Moradores tiveram que abandonar edifício às pressas neste domingo, após surgimento das falhas em mais de um prédio

  • São Paulo | Marcos Rosendo, da Agência Record

Moradores tiveram de deixar o condomínio por conta das rachaduras

Moradores tiveram de deixar o condomínio por conta das rachaduras

Reprodução/Arquivo pessoal

Rachaduras em edifício provocaram a evacuação de mais de 200 moradores de um condomínio em Barueri, na região metropolitana de São Paulo, na tarde deste domingo (25).

Os moradores tiveram que abandonar o imóvel às pressas nesta tarde, depois que rachaduras com espessura de mais de um dedo surgiram em um dos edifícios. O Condomínio Viva Mais tem 9 torres no terreno, sendo cada uma com 16 andares e quatro apartamentos por nível.

Na sexta sexta-feira (23), durante a madrugada, os moradores escutaram estalos na estrutura do prédio e acionaram a Defesa Civil.

Os técnicos realizaram uma análise preliminar e os moradores foram orientados a permanecer nos imóveis, pois as rachaduras não representavam perigo na estrutura do prédio.

Neste domingo (25), no entanto, novos estalos foram ouvidos pelos moradores e as rachaduras se dilataram pela parede e teto de alguns andares. A Defesa Civil, então, resolveu evacuar todos os moradores do prédio por precaução e interditou a torre por completo.

Os moradores tiveram que ir para casa de parentes e acusam a construtora Altana, responsável pelo empreendimento, de não prestar assistência.

A Agência Record procurou a Construtora Altana, mas ninguém da empresa foi localizado para se pronunciar.

Apesar de restrição, banhistas lotam praia de Santos no domingo

Últimas